Operários acham garrafa com bilhete de 1944 em Auschwitz

Campo de concentração de Auschwitz
Image caption Mais de 1 milhão de pessoas morreram no campo de Auschwitz

Operários que trabalhavam perto do local onde funcionou o campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, encontraram uma garrafa contendo um bilhete deixado por prisioneiros dos nazistas há quase 65 anos.

A garrafa estava escondida em uma parede de concreto no porão de uma escola abandonada que era usada como armazém pelos militares nazistas, a algumas centenas de metros de distância do campo de concentração.

Acredita-se que os militares tenham obrigado os prisioneiros a reforçar as paredes para também usar o local como abrigo antiaéreo.

Segundo um representante do Memorial e Museu de Auschwitz-Birkenau, a mensagem foi escrita a lápis em 9 de setembro de 1944. Nela, estão os nomes, as cidades-natais e os números de prisioneiro de sete detentos - seis poloneses e um francês.

"Todos têm idades entre 18 e 20 anos", diz a frase final do bilhete.

Escondida

"Os autores eram jovens que estavam tentando deixar algum rastro de sua existência", disse o porta-voz do museu.

Ele informou ainda que pelo menos dois deles sobreviveram à sua passagem pelo campo, mas não deu mais detalhes.

A mensagem deixada na garrafa teria sido escrita em um pedaço de saco de cimento.

Cerca de 1,1 milhão de pessoas morreram em Auschwitz sob o regime nazista.

A maioria delas era de judeus europeus, mas também havia poloneses não-judeus, ciganos e outros.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet