Menina tem 70% da pele queimada em salão de bronzeamento

Kelly Thompson
Image caption Queimaduras levam mãe da menina a exigir o fechamento do salão

Uma menina de dez anos sofreu queimaduras em mais de 70% do corpo ao usar uma cama para bronzeamento artificial em um salão no centro de Port Talbot, no sul do País de Gales.

A máquina era operada com moedas e Kelly Thompson permaneceu nela durante 16 minutos.

A menina foi levada de ambulância para o Centro para Queimaduras e Cirurgia Plástica em Swansea, onde permanece internada.

A mãe de Kelly, Sharron Hannaford, pediu uma investigação do caso e exigiu o fechamento do salão de bronzeamento.

Hannaford disse que deu à filha uma mesada para que ela fosse a um parque de diversões com a prima.

"Mas quando elas chegaram lá o parque estava fechado, então foram para o centro da cidade e decidiram usar o salão de bronzeamento", afirmou. Kelly colocou 8 libras (o equivalente a cerca de R$ 26) na máquina, o que deu a ela 16 minutos de uso da lâmpada.

"Ela é menor de idade e não havia funcionários para impedir que usasse (o equipamento). E não tinha ninguém para dar informações sobre o uso desse equipamento potencialmente perigoso."

"Os médicos me disseram que se ela tivesse permanecido na cama (de bronzeamento) por mais dois minutos, poderia ter precisado de enxerto de pele", afirmou Hannaford.

O salão Electrik Avenue tem à porta uma placa que diz: "Estritamente para maiores de 16 anos."

Um porta-voz da empresa disse que vai se reunir nesta sexta-feira com funcionários da área sanitária da prefeitura.

Em fevereiro, uma outra menina britânica foi hospitalizada depois de sofrer queimaduras em um estabelecimento semelhante. Ela havia colocado 4 libras (o equivalente a cerca de R$ 13) em uma máquina operada a moedas, o que lhe deu direito a 19 minutos de uso.