Spams sobre vírus da gripe suína espalham vírus em computadores

Teclado
Image caption Mensagens maliciosas se aproveitam do surto da gripe suína

Criadores de vírus de computadores estão se aproveitando do estado de alerta mundial sobre a propagação da gripe suína para espalhar pelo mundo suas próprias pragas, segundo advertem empresas de segurança na internet.

Na última semana, desde que as notícias do surto de gripe iniciado no México ganharam as manchetes de sites e jornais, centenas de milhares de spams já foram enviados prometendo desde informações sobre a doença a medicamentos baratos.

Grande parte desses e-mails não desejados contém vírus que podem infectar os computadores daqueles que abrem as mensagens e os deixam vulneráveis a roubos de dados.

Segundo a empresa de segurança na internet McAfee, a maior parte dos spams relacionados à gripe suína que têm circulado na rede têm o Brasil como origem.

De acordo com a companhia, um dos spams mais comuns usa o nome e o logo da TV Globo para atrair a atenção e a confiança dos destinatários.

Preocupação

Segundo Stephan Chenette, diretor de pesquisa de segurança da empresa californiana Websense, sempre que há algum assunto que toma conta do noticiário internacional e gera preocupação, acaba gerando também como subproduto spams relacionados ao tema.

"Usando táticas do medo, eles têm o dobro de chances de conseguir que as pessoas abram as mensagens de e-mail", afirma.

Segundo a empresa Symantec, muitos dos e-mails maliciosos relacionados à gripe suína contêm um arquivo PDF supostamente com questões e respostas sobre a doença, mas que, aberto, pode instalar no computador um malware, programa que permite o acesso remoto ao computador infectado.

A empresa classificou os spams relacionados à gripe suína como ameaça de nível 1, o mais baixo em sua escala. Segundo a Symantec, usuários de computadores não têm sobre o que se preocupar se adotam práticas usuais de segurança, como não abrir arquivos enviados em mensagens de remetentes desconhecidos.

Notícias relacionadas