Brasil envia aviões e navios para ajudar nas buscas

O Comando da Aeronáutica confirmou que as buscas pela aeronave da Air France que desapareceu quando voava do Rio de Janeiro a Paris já começaram e que montou duas bases para as operações, em Fernando de Noronha e em Natal. Cinco aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), além de dois helicópteros, foram enviadas à região para ajudar nas buscas e no salvamento, a cerca de mil quilômetros da cidade de Natal.

Três navios da Marinha também vão participar dos trabalhos. As embarcações saíram das cidades de Natal, Maceió e Salvador, mas só chegam à região das buscas nesta terça-feira.

O avião da Air France, que partiu do aeroporto do Galeão às 19h30 (horário de Brasília), não pousou no aeroporto de destino, o Charles de Gaulle, em Paris, no horário previsto.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, está em viagem pela África, mas decidiu antecipar sua volta ao Brasil. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também está no exterior.

O avião partiu do aeroporto do Galeão às 19h30 e, segundo a Infraero, não houve qualquer registro de problemas na partida.

O último contato do avião com o sistema de tráfego aéreo ocorreu às 22h33, a 565 quilômetros de Natal, com a mensagem de que entraria no sistema aéreo de Dakar, no Senegal.

O contato seguinte deveria ter sido feito às 23h20. Segundo a companhia aérea, a 100 km desse ponto a aeronave emitiu um sinal automático de pane elétrica. Esse momento está sendo usado como alvo para as buscas.

Notícias relacionadas