Maoístas matam 11 policiais na Índia

Pelo menos 11 policiais indianos foram mortos em um ataque com minas terrestres por rebeldes maoístas, afirmou a polícia neste domingo.

Eles estavam viajando para casa após trabalharem em outra região no Estado de Chhattisgarh, quando seu caminhão foi atacado. Em seguida, policiais e rebeldes trocaram tiros.

A região por onde eles passavam é parte do 'corredor vermelho', uma área de atividade de rebeldes maoístas que vai do Nepal até o Estado de Bengala Ocidental.

O conflito com rebeldes maoístas já matou 6 mil pessoas nas últimas duas décadas na Índia.

Pelo menos 11 policiais ficaram feridos na explosão em Tongapal, a cerca de 500 quilômetros ao sul da capital do Estado de Raipur.

Na semana passada, em Bengala Ocidental, forças de segurança indianas entraram em choque contra manifestantes da região de Lalgarh, que está sob controle de maoístas.

Centenas de policiais atacaram um multidão de 3 mil pessoas em Pirakata.

O governo estadual convocou mais de mil paramilitares para retomar a área depois que a polícia se retirou.