Entretenimento

Exames sobre morte de Michael Jackson podem levar semanas

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

A autópsia no corpo de Michael Jackson começou nesta sexta sexta-feira em Los Angeles, mas os médicos legistas do Instituto Médico Legal de Los Angeles afirmaram que os resultados dos exames que determinarão a causa exata da morte do artista podem levar semanas.

Segundo os legistas, a causa da morte pode não ser identificada imediatamente, já que é possível que haja necessidade de realizar exames toxicológicos, o que atrasaria a análise.

Segundo o legista assistente Ed Winter, é pouco provável que a causa precisa da morte seja anunciada ainda nesta sexta-feira porque as análises de novos exames podem levar de seis a oito semanas.

A polícia californiana também está investigando a morte de Michael Jackson, um procedimento comum em casos de grande repercussão.

Familiares e amigos do artista expressaram preocupação com a suposta dependência do artista a medicamentos e há especulações de que a morte do artista estaria relacionada a essa dependência e ao estresse.

Saúde

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

De acordo com o IML de Los Angeles, o músico foi declarado morto na quinta-feira, por volta de 14h no horário local (18h, no horário de Brasília), no centro médico da UCLA. Segundo um porta-voz do hospital, Michael Jackson sofreu um ataque cardíaco.

Clique Leia mais sobre a morte de Michael Jackson

O músico, que tinha um histórico de problemas de saúde, iria começar uma série de shows que marcaria seu retorno aos palcos, a partir de 13 de julho, em Londres.

No mês passado, preocupações sobre o estado de saúde do cantor vieram à tona depois do adiamento de quatro desses shows.

À época, no entanto, os produtores alegaram que os adiamentos teriam acontecido devido à complexidade dos espetáculos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.