Suíça desbarata rede internacional de pornografia infantil

A polícia suíça disse neste domingo ter desbaratado uma rede internacional de pornografia infantil na internet que se espalhava por 78 países e que envolvia ao menos 2.000 usuários.

Um inquérito foi aberto após uma informação da Interpol sobre um site baseado na Suíça que estaria sendo usado como um fórum para filmes ilegais com pornografia infantil.

O site era oficialmente dedicado à música hip hop, mas era também usado para distribuir vídeos de pornografia infantil por meio de códigos secretos.

Segundo a mídia suíça, o dono do site desconhecia o seu uso para a difusão dos filmes ilegais.

A porta-voz da polícia federal suíça Eva Zwahlen disse que as autoridades já vinham monitorando o site, no cantão de Vaud, no sudoeste do país.

Ela confirmou um relato num jornal suíço de que a investigação envolveu pessoas dos Estados Unidos, da Polônia e da Grécia, entre outros países.

Segundo o jornal suíço Matin Dimanche, dezenas de pessoas já foram presas e várias foram condenadas como resultado das investigações, que começaram em maio de 2008.