EUA não impedirão Israel de se defender do Irã, diz vice-presidente

Joe Biden
Image caption Biden acabou de retornar de uma viagem pelo Oriente Médio

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse neste domingo que o governo americano não vai deter Israel caso os israelenses decidam pela ação militar para acabar com a ameaça nuclear do Irã.

"Israel pode tomar as decisões sozinha, é uma nação soberana", disse Biden em entrevista ao canal americano de televisão ABC.

"Eles têm o direito de fazer isto, qualquer nação soberana tem este direito. Mas não há pressão de qualquer nação que vai alterar nosso comportamento, nosso procedimento", acrescentou.

O apresentador do programa This Week, da ABC, George Stephanopoulos, perguntou a Biden se os Estados Unidos iriam ficar no caminho se os Israelenses decidissem lançar um ataque contra as instalações nucleares iranianas, Biden afirmou que Israel, assim como os Estados Unidos, tem o direito de "determinar o que for de seu interesse".

Biden também afirmou que a oferta de diálogo com o Irã, feita pelo presidente Barack Obama, continua de pé.

O porta-voz da Casa Branca, Tommy Vietor, afirmou que Biden não deu a entender nenhuma mudança no comportamento em relação ao Irã ou a Israel.

"O vice-presidente se recusou a tecer hipóteses e deixou claro que nossa política não mudou", teria dito o porta-voz segundo a agência de notícias Associated Press.

Obama deu ao Irã um prazo até o final do ano para uma negociação a respeito de seu programa nuclear, que o Irã insiste ser apenas com fins pacíficos, para obtenção de energia.

O primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu deu indicações de que Israel iria tomar as decisões sozinho se o Irã não demonstrasse boa vontade para negociar.

Notícias relacionadas