Ásia

Explosões atingem dois hotéis na Indonésia

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Pelo menos nove pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em duas explosões que atingiram dois hotéis de luxo no distrito financeiro de Jacarta, capital da Indonésia. Segundo informações da polícia, entre os mortos estariam dois supostos homens-bomba.

As explosões, que ocorreram quase simultaneamente, por volta das 21h30 de quinta-feira, horário de Brasília, atingiram os hotéis Ritz Carlton e Marriott.

Pelo menos 50 pessoas foram feridas pelas explosões, entre elas, alguns estrangeiros.

Entre os mortos estaria um neozelandês, segundo confirmou o primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key.

Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria dos ataques. De acordo com a polícia da Indonésia, pelo menos um dos suspeitos estaria hospedado no hotel Marriott.

A polícia ainda afirmou ter encontrado uma bomba, que foi desarmada, e material para a fabricação de explosivos em um quarto do hotel Marriott.

As autoridades acreditam que o local funcionava como um “centro de operações” dos responsáveis pelos ataques.

Segundo o porta-voz da polícia, Nanan Soekarna, ainda não há informações sobre a pessoa que estava hospedada no local.

No início da década, a Indonésia sofreu com ataques a bomba atribuídos ao grupo extremista muçulmano Jemahh Islamiah.

Grandes atentados não eram registrados no país desde 2005, no entanto.

Atentados

O presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, visitou, nesta sexta-feira os locais dos atentados e classificou os ataques como “cruéis e desumanos”.

Ele ainda afirmou que um grupo “terrorista” seria o responsável pelos atentados, mas que “ainda é cedo para dizer” que o Jemaah Islamiah está envolvido.

“As pessoas que perpetraram os ataques e aqueles que os planejaram serão presos e julgados de acordo com a lei”, disse Yudhoyono.

“Este ato de terrorismo… terá efeitos amplos em nossa economia, comércio, turismo e na imagem internacional de nosso país”, disse.

De acordo com a polícia, os extremistas teriam usado bombas caseiras para explodir o estacionamento subterrâneo do hotel Marriott e o restaurante do Ritz Carlton.

Ainda segundo as autoridades, pelo menos dois homens-bomba estariam envolvidos nos atentados.

Preocupação

O primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, classificou os atentados como “bárbaros” e afirmou que seu governo está “preocupado” com três australianos que estão desaparecidos.

O governo da Austrália ainda alertou os cidadãos do país a não fazerem viagens desnecessárias à Indonésia.

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou que os ataques “não têm sentido” e que a ameaça do terrorismo ainda é “muito real”.

O time de futebol britânico Manchester United, que deveria desembarcar em Jacarta no sábado, cancelou a visita à Indonésia, onde participaria de um jogo no próximo dia 20. Os atletas iriam ficar hospedados no hotel Ritz Carlton.

Ataques

As explosões ocorreram duas semanas depois das eleições presidenciais na Indonésia, que transcorreram pacificamente.

A Indonésia, país com 240 milhões de habitantes, foi alvo de diversos ataques violentos nos últimos anos.

Em 2000, ataques a bomba em igrejas deixaram 19 mortos.

Em 2002, dois ataques contra duas boates mataram 202 pessoas, a maioria de origem australiana.

O hotel Marriott foi alvo de um ataque em agosto de 2003, que matou 13 pessoas.

Em 2004, uma bomba explodiu do lado de fora da embaixada da Austrália em Jacarta, matando nove pessoas.

Segundo analistas, desde então, a combinação de novas leis, treinamento antiterrorismo, cooperação internacional e medidas de reintegração conseguiu manter a paz na Indonésia.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.