Bombardeio aéreo contra base das Farc mata 16

Farc
Image caption As Farc combatem as autoridades da Colômbia desde a década de 60

Militares da Colômbia afirmaram no sábado que pelo menos 16 rebeldes da Forças Armadas Revolucionárias do país (Farc) morreram durante um ataque aéreo a um acampamento do grupo.

A base dos rebeldes marxistas foi alvo de um bombardeio, e segundo um porta-voz militar colombiano, os corpos foram encontrados perto de equipamentos militares por tropas de infantaria do Exército.

Analistas dizem que a ofensiva, apoiada pelos Estados Unidos, seria contra um dos líderes das Farc, Jorge Briceno, conhecido como Mono Jojoy, que estaria ameaçando a segurança das planícies do leste do país, bem como a capital, Bogotá.

A divisão comandada por Briceno seria considerada a mais poderosa das Farc, com cerca de 4 mil homens.

No entanto, os rebeldes colombianos estão sob crescente pressão do governo do presidente Alvaro Uribe.

Depois de sete anos no poder, ele continua com altos índices de popularidade e agora tenta aprovar uma emenda constitucional que permita se candidatar para um terceiro mandato.

A operação de sábado aconteceu na província de Meta.

As Farc, de orientação marxista, vêm combatendo as autoridades colombianas desde meados da década de 60.

Notícias relacionadas