Padre brasileiro é suspenso, acusado de comportamento sexual inadequado nos EUA

A Arquidiocese da cidade de Boston, nos Estados Unidos, anunciou no último sábado a suspensão do padre brasileiro Pedro José Damázio, que atuava em uma paróquia local, depois de ele ter sido acusado de "comportamento sexual inadequado com adultos".

Em um comunicado divulgado à imprensa em seu site, a entidade afirma que está colaborando integralmente com a investigação do caso e que já notificou a Diocese de Tubarão (SC), a base original de Damázio.

"A Arquidiocese proibiu o padre Damázio de celebrar qualquer tipo de missa ou serviço público dentro de seus domínios. Essas restrições serão mantidas e dependem do resultado da investigação", diz o comunicado.

"A decisão de suspender as atividade do padre Damázio representa o compromisso da Arquidiocese com a segurança de todas as partes envolvidas e não representa uma definição da culpa ou da inocência do padre no que se refere a essas acusações", segue o documento.

Brasileiros

O padre Pedro Damázio atuava com a Arquidiocese de Boston há dez anos. Atualmente, ele era vigário da paróquia de Santo Antônio de Pádua, na cidade de Cambridge, que também faz parte da congregação.

Segundo o jornal The Boston Globe, a paróquia atende boa parte da comunidade brasileira da região.

O diário também informou que Damázio já teria voltado a Tubarão, o que ainda não foi confirmado.

Em seu comunicado à imprensa, a Arquidiocese diz oferecer um serviço de aconselhamento, em inglês e em português, para qualquer pessoa que se sentir "afetada pelas notícias" da acusação e da suspensão de Damázio.

Em 2002, a Arquidiocese de Boston esteve no centro de um escândalo mundial de acusações de abuso sexual de crianças por dezenas de seus padres.

Muitos dos processos levados à Justiça pelas supostas vítimas foram resolvidos com acordos de indenização.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet