Gastos volumosos com jogadores de futebol são ‘sacrilégio’, diz Berlusconi

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi (foto de arquivo)
Image caption Berlusconi criticou gastos de clubes em meio à crise

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, dono do time de futebol Milan, disse nesta quarta-feira que os grandes valores gastos por clubes como o Real Madrid para contratar jogadores de ponta são um "sacrilégio".

Berlusconi disse que é uma loucura os clubes pagarem somas milionárias por jogadores em um tempo de crise econômica.

"Nesse momento de crise, o Real Madrid e outros times estão colocando na mesa somas que só podem ser classificadas de loucura, e isso é um eufemismo", disse Berlusconi.

"Esses investimentos são um sacrilégio e não têm nada a ver com a evolução da situação econômica. Mas isso é o futebol", afirmou.

Estima-se que o Real Madrid tenha gasto mais de US$ 340 milhões recentemente para contratar craques como Cristiano Ronaldo, Kaká e, mais recentemente, Xavi Alonso.

Alguns torcedores do Milan se mostraram decepcionados porque o clube não tem contratado nenhuma estrela recentemente.

Notícias relacionadas