Tufões causam mortes e destruição na Ásia

Homem em enchente na China
Image caption Na China, tufão Morakat forçou saída de 1 milhão de pessoas

Dois fortes tufões causaram mortes e destruição em países do oeste do Oceano Pacífico.

No Japão, pelo menos doze pessoas morreram em enchentes provocadas por fortes chuvas trazidas pela aproximação do tufão Etau.

A região mais afetada é a de Hyogo, a oeste de Tóquio, onde um rio inundou e alagou cerca de 200 casas, fazendo com que mais de 2 mil pessoas fossem obrigadas a deixar suas residências.

Segundo a Agência Meteorológica do Japão, a previsão é de que o tufão atinja Tóquio na terça-feira.

Pelo menos 50 mil pessoas no oeste do país foram orientadas a deixar as áreas costeiras.

Morakat

No domingo à tarde, o tufão Morakat atingiu a China, forçando a saída de cerca de 1 milhão de pessoas das áreas costeiras nas províncias de Zhejiang e Fujian.

De acordo com a agência de notícias estatal Xinhua, pelo menos três pessoas morreram em decorrência de deslizamentos no país. Outra pessoa estaria desaparecida.

A tormenta destruiu mais de 2 mil casas e fez transbordar um dos principais rios da região.

O mesmo tufão havia antes passado pela ilha de Taiwan, onde provocou as piores enchentes dos últimos 50 anos.

Pelo menos 12 pessoas morreram, outras 52 ficaram feridas, e as equipes de resgate ainda estão procurando por mais de 30 desaparecidos.

O tufão também foi responsável por fortes chuvas nas Filipinas, onde pelo menos dez pessoas morreram por causa de enchentes e deslizamento de terra, na semana passada.

Tufões e tempestades tropicais são comuns nesta área do Oceano Pacífico entre os meses de julho e setembro.

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet