Michael Schumacher desiste de retornar à F1

Michael Schumacher
Image caption Schumacher ganhou cinco títulos mundiais pela Ferrari

O heptacampeão de Fórmula Michael Schumacher afirmou nesta terça-feira que não vai mais retornar às pistas de corrida pela Ferrari.

Em seu website, o piloto alemão explicou que a decisão se deve às dores no pescoço resultantes de um acidente com uma motocicleta em fevereiro deste ano.

"Realmente tentei de tudo para tornar possível a volta mas, para minha tristeza, não funcionou. Infelizmente não conseguimos conter as dores no pescoço que começaram após o circuito privado de em Mugello", afirmou.

Ele afirmou que as consequencias do acidente de moto em fevereiro - as fraturas na região da cabeça e pescoço - ainda são muito graves.

"Meu pescoço ainda não pode suportar o estresse extremo da Fórmula 1."

Schumacher, 40, havia anunciado seu retorno pela escuderia italiana enquanto o brasileiro Felipe Massa se recupera de um grave acidente no GP da Hungria, há pouco mais de duas semanas.

"Estou muito desapontado. Sinto muitíssimo pelos rapazes da Ferrari e por todos os fãs que cruzaram os dedos por mim", escreveu o heptacampeão.

"Apenas posso repetir que tentei tudo que estava dentro ao meu alcance. Tudo o que posso fazer é manter meus dedos cruzados por toda a equipe nas próximas corridas."

Notícias relacionadas