Candidato da oposição diz que houve fraude no Afeganistão

Abdullah Abdullah
Image caption Abdullah Abdullah disse ter provas de fraudes.

O principal candidato da oposição nas eleições presidenciais do Afeganistão, Abdullah Abdullah, disse neste domingo que houve amplas fraudes no pleito.

Abdullah afirmou que tem provas de que a votação foi fraudada para beneficiar o presidente Hamid Karzai, que busca a reeleição.

As acusações foram enviadas à Comissão de Queixas Eleitorais (ECC, na sigla em inglês) para investigação, ainda segundo o candidato.

“Os relatórios iniciais que estamos recebendo são alarmantes”, disse Abdullah, segundo a agência de notícias Reuters.

“Pode ter havido milhares de violações em todo o país, sem dúvida”, disse.

Reclamações

A comissão recebeu mais de 200 reclamações sobre o processo eleitoral.

O porta-voz da ECC, Grant Kippen, disse que a instituição está ciente de “denúncias significativas” de irregularidades, incluindo intimidação, violência, fraudes com urnas e interferências por parte de algumas autoridades eleitorais afegãs.

Mas ele disse que não há acusações contra candidatos individuais, como Karzai.

Um grupo de observadores também disse que houve intimidação e fraudes nas eleições da última quinta-feira.

Segundo a Fundação Eleitoral para um Afeganistão Livre e Justo, procedimentos irregulares como a deposição de várias cédulas de voto por um único eleitor, ameaças e intimidação de eleitores analfabetos ocorreram em larga escala em várias partes do país.

Comparecimento às urnas

Autoridades afegãs e ocidentais, no entanto, declararam a votação um sucesso, apesar das preocupações com o comparecimento às urnas.

O enviado especial dos Estados Unidos, Richard Holbrooke, disse que alegações de fraude eram esperadas.

“Nós temos eleições disputadas nos Estados Unidos”, disse. “Pode haver algumas questões aqui. Isso não me surpreenderia.”

Holbrooke disse que o governo americano irá esperar as decisões da Comissão Eleitoral Independente do Afeganistão e da ECC antes de comentar na legitimidade do pleito.

Analistas dizem que a credibilidade da eleição poderá ser disputada por causa do baixo comparecimento em algumas áreas, como a província de Helmand, reduto do Talebã, onde teria sido de apenas 5%.

Os resultados preliminares das eleições devem ser divulgados nos próximos dias, mas o resultado final deverá demorar várias semanas.

Tanto o presidente Hamid Karzai quando o oposicionista Abdullah Abdullah dizem que foram vitoriosos.

Notícias relacionadas