Chuvas mais fortes em 80 anos matam ao menos 23 na Turquia

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Ao menos 23 pessoas morreram nos últimos dois dias em Istambul, na Turquia, em consequência de enchentes que alagaram casas e transformaram estradas em verdadeiros rios.

Segundo o departamento de meteorologia de Istambul, a chuva dos últimos dois dias foi a mais forte em 80 anos.

Helicópteros militares sobrevoaram distritos do lado europeu de Istambul nesta quarta-feira. Várias pessoas tiveram que ser resgatadas de veículos presos pelas águas.

Os corpos de 7 mulheres foram descobertos nesta quarta-feira em Bagcilar, um subúrbio operário de Istambul. Elas se afogaram dentro de um microônibus que as levava ao trabalho, numa indústria têxtil.

No distrito comercial de Ikiteli, moradores procuravam em meio ao entulho por equipamentos levados pelas águas. Em outras partes da cidade, muitos se aventuraram a cruzar ruas com a água na altura do peito.

O distrito antigo de Sultanahmet, com suas mesquitas e palácios, e a região de Beyoglu, repleta de ruas estreitas, não foram tão atingidas pelas cheias.

A parte mais afetada da cidade foram os bairros mais baixos do oeste da cidade, no lado europeu, onde o sistema de drenagem é mais precário.

Istambul está situada nas margens do estreito de Bósforo, que divide a Europa da Ásia e é um dos corredores fluviais mais movimentados do mundo, utilizado por navios de carga e petroleiros passando entre o Mar Negro e o Mediterrâneo.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.