EUA se dizem prontos para diálogo direto com Coreia do Norte

Instalações nucleares de Yongbyon, na Coreia do Norte
Image caption Coreia do Norte sofre pressões para suspender seu programa nuclear

Os Estados Unidos disseram nesta sexta-feira que estão prontos para um diálogo direto com a Coreia do Norte para convencer o país asiático a retornar às negociações multilaterais sobre a suspensão de seu programa nuclear, das quais Pyongyang se retirou em abril.

Segundo um porta-voz do Departamento de Estado americano, Philip Crowley, ainda não foi decicido quando o encontro poderia ser realizado.

Crowley disse que a decisão não representa uma mudança de postura por parte dos Estados Unidos e que o diálogo será realizado dentro do contexto do processo de negociação mantido pelos dois países e por Japão, China, Rússia e Coreia do Sul.

"É uma discussão bilateral que, esperamos, esteja dentro do contexto das negociações multilaterais e tem o objetivo de convencer a Coreia do Norte a retomar o processo e dar passos positivos rumo à desnuclearização", disse Crowley.

Testes

A Coreia do Norte abandonou as negociações depois de ter sido alvo de críticas e sanções devido a um teste com foguetes. Desde então, o país realizou outros testes nucleares e com foguetes de longo alcance.

Na última semana, o governo norte-coreano anunciou ter atingido o estágio final do processo de enriquecimento de urânio, que pode possibilitar ao país a construção de armas nucleares.

Em uma carta endereçada ao Conselho de Segurança da ONU, a Coreia do Norte se disse preparada “tanto para o diálogo como para sanções”.

Notícias relacionadas