Renault processa Nelsinho Piquet e seu pai

Nelsinho Piquet em março de 2009
Image caption Nelsinho Piquet foi demitido da Renault em julho

A equipe de Fórmula 1 Renault anunciou nesta sexta-feira que deu entrada em um processo judicial contra o piloto brasileiro Nelsinho Piquet e seu pai, o tricampeão mundial Nelson Piquet.

Em um comunicado, a escuderia francesa diz que os dois fizeram "comentários falsos e tentaram chantagear a equipe para permitir que Piquet Jr. continuasse como piloto pelo resto da temporada de 2009".

Nelsinho Piquet foi demitido depois do GP da Hungria, em julho, por não ter marcado pontos para a Renault neste ano, e logo depois começou a fazer críticas públicas à equipe e a seu diretor, Flavio Briatore.

Piquet também disse que a escuderia pediu para que ele batesse seu carro deliberadamente no GP de Cingapura, no ano passado, para favorecer o principal piloto da equipe, o espanhol Fernando Alonso.

'Surpreso'

Na quinta-feira, Alonso se disse "muito surpreso" com as declarações do ex-colega.

"Não consigo imaginar uma situação como esta. É algo que nunca passou pela minha cabeça", afirmou.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) convocou a Renault para uma audiência diante de seu conselho no próximo dia 21 de setembro para se explicar sobre o assunto.

Caso seja considerada culpada, a escuderia pode sofrer sanções severas, inclusive a expulsão do campeonato de 2010.

Notícias relacionadas