Partido Socialista vence eleição em Portugal

O primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates
Image caption O primeiro-ministro José Sócrates conquistou mais um mandato

O Partido Socialista (PS) venceu as eleições realizadas em Portugal neste domingo. No entanto, apesar de conquistar mais um mandato de quatro anos, o partido do primeiro-ministro, José Sócrates, não conseguiu manter a maioria absoluta no Parlamento.

Sócrates obteve 36,6% dos votos, mais de sete pontos percentuais à frente de sua principal adversária, a candidata de centro-direita Manuela Ferreira Leite, do Partido Social Democrata (PSD), que obteve 29,1%.

Os socialistas conquistaram 94 das 230 cadeiras do Parlamento português. Nos últimos quatro anos, o partido tinha uma maioria de 121 deputados. O PSD ficou com 77 vagas. Antes, tinha 79.

Apesar da perda da maioria, Sócrates disse que o PS obteve uma vitória "extraordinária".

"O povo falou bem claro. O PS foi escolhido para governar Portugal", disse o primeiro-ministro.

Resultados

O partido Centro Democrático Social (CDS), de centro-direita, ficou em terceiro lugar nas eleições, conquistando 10,5% dos votos e 21 deputados.

Em quarto lugar, o Bloco de Esquerda, que reúne ex-trotskistas, ex-maoístas e independentes, obteve 9,8% dos votos e elegeu 16 deputados.

Segundo analistas, o grande derrotado destas eleições foi o Partido Comunista Português (PCP), que caiu da terceira para a quinta bancada no Parlamento, com 7,9% dos votos e 15 deputados.

A abstenção nas eleições portuguesas foi de 39,8%. Dez outros partidos e grupos de cidadãos que concorriam no pleito não obtiveram votos suficientes para eleger deputados.

Notícias relacionadas