De olho em Olimpíada, Espanha se declara 'latino-americana e europeia'

O rei da Espanha, Juan Carlos, e o primeiro-ministro, José Luis Rodríguez Zapatero, pouco antes da apresentação da candidatura de Madri em Copenhague, nesta sexta-feira (AP)
Image caption Zapatero disse que Espanha é 'latino-americana e europeia'

O primeiro-ministro da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, afirmou nesta sexta-feira, durante a apresentação da candidatura de Madri para ser sede dos Jogos Olímpicos de 2016, em Copenhague, que seu país se sente “ao mesmo tempo latino-americano, europeu e mediterrâneo”.

As declarações de Zapatero parecem ser uma resposta ao argumento brasileiro de que o Rio de Janeiro deve receber os Jogos porque uma cidade sul-americana nunca foi sede de uma Olimpíada.

O premiê espanhol também afirmou que, além da América do Sul, o COI “também não pode esquecer a África”, e ofereceu pêsames ao povo da Indonésia pelos mortos no terremoto que atingiu o país nesta semana.

O continente africano, que também nunca sediou Jogos Olímpicos, não foi citado durante a apresentação da candidatura brasileira.

Doping

Zapatero também reforçou, durante a apresentação, o compromisso da Espanha com os requerimentos do Comitê Olímpico Internacional (COI) para renovar sua legislação antidoping.

A incompatibilidade da lei espanhola com as regras do COI era vista como um dos fatores negativos da candidatura da cidade de Madri para sediar a Olimpíada.

Anteriormente, a legislação antidoping espanhola só permitia testes entre 8h e 23h. Com a alteração, os testes em atletas poderão ser feitos a partir das 6h.

“A pedido do COI, no último dia 20 de setembro, entrou em vigor um decreto que estabelece a disponibilidade dos esportistas para exames antidoping”, disse Zapatero, exibindo uma carta de confirmação da Agência Mundial Antidoping.

Apresentação

A apresentação de Madri seguiu a mesma linha das demais vistas nesta sexta-feira, com os discursos de autoridades, atletas e representantes dos comitês olímpicos intercalados com vídeos sobre a cidade e as expectativas dos cidadãos para a Olimpíada de 2016.

No último filme, atletas como o tenista Rafael Nadal e pessoas comuns foram convidadas a se imaginar em 2017 e a dizer como viveram os Jogos em Madri.

O rei Juan Carlos, que já foi atleta olímpico, também participou da apresentação, e disse que seus netos já se apresentaram para atuar como voluntários em 2016.

Após Chicago, Tóquio e Rio, Madri foi a última cidade a apresentar sua candidatura diante do COI.

O anúncio da vencedora ocorre a partir das 18h30 (hora local, 13h30 em Brasília).