México prende fugitivo exibicionista graças ao Facebook

Maxi Sopo (foto: Facebook)
Image caption O camaronês Maxi Sopo chegou aos EUA em 2003 e foi preso no México

As autoridades americanas conseguiram capturar um fugitivo da Justiça graças ao seu exibicionismo no site de relacionamentos Facebook.

O fugitivo Maxi Sopo gabava-se, através de mensagens no Facebook, de seu luxuoso estilo de vida no resort mexicano de Cancun.

Sopo também adicionou um ex-integrante do departamento de Justiça à sua lista de amigos, que ajudou o governo americano a rastreá-lo.

As autoridades americanas disseram que Sopo e um comparsa roubaram mais de US$ 200 mil em fraudes bancárias. Graças ao exibicionismo do fugitivo, as autoridades americanas o localizaram e informaram a polícia mexicana, que o prendeu. Sopo será extraditado para os Estados Unidos.

'Paraíso'

Sopo publicou no Facebook que estava "vivendo no paraíso" e que estava lá "só para se divertir".

"Ele estava colocando posts [recados] sobre como a vida é bonita e sobre como ele estava se divertindo com os amigos", disse o promotor americano Michael Scoville.

"Ele definitivamente não estava vivendo como nós queríamos que vivesse, dadas as acusações pendentes contra ele", disse.

Sopo, um camaronês de 26 anos, mudou-se para os Estados Unidos em 2003 e trabalhava vendendo flores em boates na cidade de Seattle.

Foi na noite em Seattle que Sopo conheceu o ex-integrante do departamento de Justiça e o adicionou à sua lista de amigos no Facebook.

O ex-oficial não fazia ideia que o camaronês era foragido da Justiça. Ao descobrir, ele conseguiu apurar onde Sopo estava vivendo e avisou as autoridades mexicanas, que o prenderam no mês passado.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet