Incidentes com helicópteros matam 14 americanos no Afeganistão

Helicóptero americano no Afeganistão (arquivo)
Image caption Dezenas de soldados americanos morreram no Afeganistão em 2009

Pelo menos 14 americanos, entre militares e civis, morreram em dois incidentes envolvendo helicópteros nesta segunda-feira no Afeganistão.

No incidente mais grave, um helicóptero caiu devido a "razões não confirmadas" na província de Badghis, no oeste do país, matando sete soldados e outros três civis, todos americanos.

Outros 12 americanos e 14 afegãos teriam ficado feridos no incidente.

Em outro incidente, quatro soldados americanos morreram e outros dois ficaram feridos em uma colisão de dois helicópteros no ar. O choque ocorreu no sul do Afeganistão, mas o local exato não foi divulgado.

Talebã

Os dois incidentes foram confirmados pela Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf, na sigla em inglês), a missão militar liderada pela Otan no Afeganistão.

Os Estados Unidos, que têm milhares de soldados atuando na Isaf, afirmaram que nenhum dos dois incidentes foi aparentemente provocado por fogo inimigo.

A milícia do Talebã, no entanto, diz que foi o responsável por um ataque que causou a queda do helicóptero em Badghis. Um porta-voz do grupo disse à agência de notícias AFP que militantes abriram fogo contra o helicóptero americano.

O número de mortes de soldados estrangeiros no Afeganistão neste ano é o mais alto desde a queda do Talebã em 2001.

Entre os mortos estão dezenas de americanos, mais da metade do total de soldados estrangeiros mortos no país.

O pior incidente com mortes entre militares americanos no Afeganistão ocorreu em junho de 2005, quando um helicóptero Chinook foi derrubado no leste do país, na província de Kunar, matando 16 pessoas.

Notícias relacionadas