Depois de 15 meses, zona do euro volta a crescer

Porto de Hamburgo, na Alemanha (arquivo)
Image caption A Alemanha apresentou uma retomada em suas exportações

Depois de cinco trimestres de retração, a economia da zona do Euro voltou a crescer.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos 16 países da zona do Euro apresentou crescimento de 0,4% no terceiro trimestre deste ano na comparação com o trimestre anterior, quando havia sido registrada queda de 0,2%. No primeiro trimestre do ano houve queda recorde de 2,5%.

Na União Europeia, que reúne 27 nações, o PIB também apresentou elevação no terceiro trimestre: 0,2%, contra queda de 0,3% no segundo trimestre e de 2,4% de janeiro a março.

A recuperação se deve principalmente ao crescimento registrado na Alemanha e na França.

Na Alemanha, o PIB subiu 0,7% no terceiro trimestre em comparação com o período imediatamente anterior, que já tinha registrado alta de 0,4%. A França também apresentou a segunda alta consecutiva de 0,3%.

A Lituânia foi o país que apresentou maior crescimento: 6%, em comparação com a forte queda de 7,7% do segundo trimestre.

Também apresentaram resultados positivos no terceiro trimestre a Eslováquia (1,6%), Áustria (0,9%), Portugal (0,9%), República Tcheca (0,8%), Itália (0,6%), Bélgica (0,5%) e Holanda (0,4%).

A Grã-Bretanha, que não faz parte da zona do Euro, continua apresentando indicadores negativos. No terceiro trimestre houve queda de 0,4% do PIB britânico, na comparação com o período imediatamente anterior.

Também ainda não saíram da recessão Estônia (-2,8%), Hungria (-1,8%), Chipre (-1,4%), Romênia (-0,7%), Grécia (-0,3%) e Espanha (-0,3%).

Na comparação com o terceiro trimestre de 2008, todos os países apresentaram resultados negativos. Houve queda de 4,1% do PIB ajustado sazonalmente na zona do Euro e de 4,3% na União Europeia.

Apesar da queda, os dados são melhores do que os do trimestre anterior. Na comparação do segundo trimestre de 2009 com o mesmo período de 2008 havia sido registrada queda de 4,8% do PIB na zona do Euro e de 4,9% na União Europeia.

Com os indicadores positivos do terceiro trimestre, a União Europeia se junta a Estados Unidos e Japão, que também já saíram da recessão. Nos EUA, houve crescimento de 0,9% do PIB no terceiro trimestre e no Japão houve alta de 0,6% no segundo trimestre.

Os dados foram divulgados numa prévia da Eurostat, escritório de estatísticas da Comunidade Europeia. Os números ainda estão sujeitos a revisão até a divulgação regular, prevista para 3 de dezembro.

Nem todos os países do bloco apresentaram os dados do terceiro trimestre, mas a prévia leva em consideração dados disponibilizados por países membros que representam 97% do PIB da zona do Euro e 90% do PIB da União Europeia.