Brasil

Estabilidade será mantida seja qual for sucessor de Lula, diz 'Economist'

Economist: 'Muito do sucesso econômico e político se deve a Lula'

A estabilidade econômica e política brasileira, “conquistadas com muito esforço”, devem ser mantidas independentemente de quem vença as próximas eleições para presidente, de acordo com as previsões para 2010 da revista britânica The Economist.

A publicação diz que os dos principais prováveis candidatos à sucessão de Lula, Dilma Russeff e José Serra, são “tecnocratas” e “bem preparados para as tarefas que vão enfrentar”.

Mas quem quer que seja eleito presidente deve herdar um país com maior projeção internacional e uma economia mais forte do que quando Lula assumiu o poder em 2003, afirma a publicação.

O futuro presidente, por outro lado, também terá dificuldades, diz a revista.

De acordo com a publicação, o governo vem gastando cada vez mais com o setor público e isso seria o tipo de política difícil de ser revertida.

O próximo governo também ainda não deve se beneficiar do dinheiro proveniente do pré-sal, embora vá definir como ele será gasto.

“Isso significa que existe um grande risco de que o debate sobre o futuro do país seja prejudicado por negociações particulares (sobre como empregar as verbas do pré-sal), impedindo que o Brasil aproveite ao máximo esse ‘presente de Deus’, como Lula o definiu.”

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.