Acordo de Google com sites limita notícias gratuitas

Google
Image caption Sites de notícias acusavam Google de ganhar dinheiro com programa

Os sites de notícia poderão estabelecer um limite no número de notícias disponíveis gratuitamente através do Google.

O Google vinha oferecendo aos seus usuários acesso gratuito a sites de notícias que são normalmente pagos. Alguns sites eram acessados pelos usuários diretamente via Google, sem passar pela página de registro e pagamento.

Alguns sites de notícias acusaram o Google de ganhar dinheiro às custas deles com o programa. Entre os críticos está o magnata Rupert Murdoch, dono de vários jornais e canais de TV na Grã-Bretanha (The Times, The Sun, Sky TV), Austrália e Estados Unidos.

Pelo acordo entre o Google os sites, os usuários poderão acessar gratuitamente até cinco artigos por dia em sites de notícias pagas.

"Antigamente, cada clique de um usuário era tratado como gratuito", disse o gerente de produto do Google, Josh Cohen, em um comentário no blog da empresa.

"Agora nós atualizamos o programa para que os sites possam limitar a cinco por dia o número de acessos, sem registro ou assinatura."

Os usuários que clicarem pela sexta vez em um dia em uma notícia via site do Google terão de se registrar e pagar pelas notícias.

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet