Europa

Europa enfrenta mais um dia de nevascas e baixas temperaturas

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Boa parte da Europa está se preparando para enfrentar mais um dia de nevascas e temperaturas abaixo de zero, diante da frente fria que varre o continente causando mortes e caos nos transportes.

Mais de 80 pessoas morreram em vários países europeus - pelo menos 42 na Polônia e 27 na Ucrânia.

Na Polônia, com temperaturas de até 20ºC abaixo de zero, a polícia lançou um apelo para que as pessoas deem assistência se encontrarem sem-teto ou embriagados ao relento. A maioria dos mortos de frio no país era sem-teto.

Outras 13 pessoas morreram em acidentes nas estradas e ruas da Áustria, Finlândia e Alemanha, onde foram registradas temperaturas de até 33ºC negativos.

Há expectativa de mais problemas nos serviços de transporte aéreo, ferroviário e rodoviário no norte da Europa, com a previsão de mais tempestades de neve.

Várias estradas no sul da Inglaterra sofreram com engarrafamentos na noite de segunda-feira. Foram registrados vários acidentes envolvendo veículos e muitas pessoas abandonaram seus carros para escapar do frio.

Outras estradas importantes na Europa ficaram bloqueadas depois que algumas regiões tiveram uma queda de neve que criou camadas de até 50 centímetros de espessura no chão.

Eurostar

A ligação ferroviária entre a Grã-Bretanha e a França, feita pelo trem Eurostar, foi restabelecida nesta terça-feira, mas com um serviço limitado. O serviço havia sido suspenso por três dias, impedindo o embarque de 75 mil viajantes.

Apenas os passageiros que tinham viagem marcada para sábado ou domingo poderão embarcar inicialmente, de acordo com a operadora do Eurostar.

Os problemas com o trem que liga Grã-Bretanha e França levaram o presidente francês, Nicolas Sarkozy, a pedir a demissão do chefe dos serviços ferroviários nacionais SNCF, que é o maior acionista do Eurostar, e o Ministério dos Transportes ordenou uma investigação sobre a interrupção das operações.

Outras linhas férreas também ficaram prejudicadas pelo frio. Em Zagreb, na Croácia, 50 pessoas ficaram feridas em um acidente de trem e, em Paris, 36 passageiros ficaram feridos em um descarrilamento.

Clique Leia também na BBC Brasil: Eurostar abre inquérito para apurar falha em trens

Voos cancelados

Na noite de segunda-feira, a companhia aérea British Airways cancelou todos os seus voos domésticos e para países europeus que decolariam do aeroporto de Heathrow, o principal de Londres.

Outros aeroportos do país ficaram completamente fechados.

Na França, Alemanha, Bélgica e Holanda, a direção de aeroportos teve que remover as pistas de pouso e decolagem de aviões em meio a fortes nevascas. O tráfego aéreo ficou bastante prejudicado.

Os dois principais aeroportos de Paris, Charles de Gaulle e Orly, seguem operando, mas vários voos foram cancelados.

O terceiro maior aeroporto da Alemanha, em Dusseldorf, também foi fechado devido à tempestade de neve de domingo. Foram registrados atrasos e cancelamentos de voos também no aeroporto Schiphol, em Amsterdã.

A prefeitura da capital russa, Moscou, anunciou que vai acionar 9 mil máquinas para remover a neve das ruas.

Há previsão de que as temperaturas comecem a subir no final da semana.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.