Deslizamentos matam 27 em Angra dos Reis

Image caption O único acesso à pousada e casas atingidas é por mar

Pelo menos 27 pessoas morreram e várias ficaram feridas na madrugada desta sexta-feira por causa de deslizamentos no município de Angra dos Reis no Rio de Janeiro.

Das vítimas, 17 estavam em uma pousada de luxo na Ilha Grande e outras 10 no centro da cidade de Angra dos Reis.

Os 10 feridos foram levados a hospitais.

O comandante do corpo de bombeiros Pedro Machado declarou acreditar que o deslizamento que atingiu a pousada Sankay e outras quatro casas ocorreu de madrugada quando os turistas voltavam das celebrações de ano novo ou estavam dormindo.

Cerca de 100 pessoas buscam sobreviventes, disse ele. O trabalho está sendo feito manualmente, evitando o uso de maquinário pesado para não prejudicar as chances de possíveis sobreviventes soterados pela lama.

O único acesso à pousada Sankay e casas atingidas na Ilha Grande é por meio de barcos.

A agência de notícias Associated Press afirma que a pousada, que tinha capacidade para 50 pessoas, estava cheia no momento do deslizamento.

Cerca de 500 pessoas estã desabrigadas, 80 casas foram evacuadas por risco de novos desabamentos e boa parte da Ilha Grande está sem eletricidade, telefone ou rádio.

Angra dos Reis decretou estado de calamidade pública.

Desde o início da semana, mais de 40 pessoas morreram no Estado do Rio de Janeiro em decorrência das fortes chuvas. A maior parte das mortes aconteceu em favelas da periferia da cidade do Rio de Janeiro.