Meio Ambiente

Temperaturas negativas e nevascas castigam hemisfério norte

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

A Europa ocidental está enfrentando o pior inverno dos últimos anos com recordes de baixas temperaturas e muita neve.

Na Polônia, o rio Vístula, mais longo do país, congelou e a temperatura no país chegou a - 25ºC. A Alemanha também sofreu com muita neve no primeiro dia útil do ano e as temperaturas chegaram a - 20ºC.

A Grã-Bretanha enfrenta uma situação caótica com estradas tomadas pelo gelo e neve, o que causou acidentes em todo o país. O Departamento de Meteorologia britânico já alertou para mais frio e neve.

A Escócia foi coberta por neve uma durante a noite de segunda-feira e a temperatura na região chegou a - 15ºC. Até dez centímetros de neve são esperados na Grã-Bretanha nesta terça-feira.

Centenas de escolas estão fechadas devido à neve, os aeroportos de Leeds, Liverpool e Manchester foram fechados e várias linhas de trens no país registraram atrasos.

Estados Unidos e Ásia

Prédios e casas cobertos de neve em Seul, Coreia do Sul

Nevascas causaram caos em partes da Ásia

O frio também continua atingindo boa parte dos Estados Unidos e, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia do país, as temperaturas devem cair no país todo nos próximos dias.

O serviço afirma que durante a noite, os Estados do norte do país enfrentarão temperaturas mínimas abaixo de zero "em até dois dígitos".

De acordo com a agência de notícias Reuters, o serviço de previsão do tempo privado, o Planalytics, afirmou que este é o inverno mais frio registrado nos Estados Unidos desde o ano 2000.

O preço do petróleo subiu para US$ 82 o barril devido ao frio nos Estados Unidos e outras regiões com alto consumo do produto durante o inverno.

O frio também atingiu a Ásia com nevascas pesadas no nordeste da região. Este é considerado o pior inverno na Ásia nos últimos 60 anos.

As nevascas causaram problemas nos transportes no norte da China, onde as temperaturas chegaram a - 32º graus negativos em Pequim. Escolas foram fechadas e voos cancelados.

Na Coreia do Sul dezenas de milhares de funcionários públicos foram convocados para ajudar a limpar a neve acumulada. No norte da Índia 60 pessoas morreram devido ao frio.

A neve também atingiu Rússia e outras partes da Europa, fechando estradas.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.