Atirador que matou oito nos EUA se entrega, após horas de perseguição

Christopher Speight
Image caption Polícia divulgou foto do suspeito, Christopher Speight, de 39 anos

Um homem que abriu fogo e matou oito pessoas dentro de uma casa no Estado americano da Virgínia se entregou nesta quarta-feira, segundo a polícia local.

Christopher Speight, de 39 anos, se rendeu depois que a polícia cercou um bosque nos arredores da cidade de Appomattox, após uma perseguição que durou a noite toda.

O incidente havia ocorrido por volta do meio-dia (horário local, 15h em Brasília) de terça-feira em Appomattox, a cerca de 160 quilômetros da capital de Virgínia, Richmond.

Sete das oito vítimas foram encontradas mortas dentro da casa, enquanto a oitava foi localizada ainda com vida na rua, mas morreu a caminho do hospital.

O sargento Thomas Molnar informou que todos eles eram adultos, incluindo homens e mulheres.

Mais cedo, a polícia havia conseguido cercar o suspeito em uma floresta próxima ao centro da cidade.

"Nós acreditamos que o homem esteja escondido na área da floresta”, disse a porta-voz da polícia, Corrine Geller, à agência de notícias Associated Press.

Os policiais usaram cachorros e helicópteros com equipamentos de imagem térmica para procurar por ele no meio das árvores.

Speight atirou em um dos helicópteros e atingiu seu tanque de combustível, o que forçou um pouso de emergência. Os oficiais não ficaram feridos.

Ainda não se sabe o que motivou o ataque, mas a polícia acredita que entre as vítimas estavam a esposa e o filho de Speight, segundo o jornal The Washington Post.

Há relatos de que a polícia tenha orientado os moradores da região a trancarem as portas e ficarem em casa antes da captura, e as quatro escolas locais foram fechadas nesta quarta-feira.

Notícias relacionadas