Suposta filha fora do casamento de presidente gera polêmica na África do Sul

Jacob Zuma
Image caption Para a oposição, Zuma contradiz política oficial de combate ao HIV

O principal partido de oposição da África do Sul acusou o presidente do país, Jacob Zuma, de contradizer a mensagem do governo sobre prevenção do vírus HIV/Aids após a imprensa local revelar que ele teve uma filha fora do casamento no ano passado.

Segundo o jornal sul-africano The Sunday Times, Zuma teria tido uma filha com Sonono Khoza, que é filha do presidente do comitê organizador da Copa do Mundo de 2010, Irbin Khoza.

Zuma também é criticado pela oposição por ser polígamo, seguindo as tradições tribais zulus, em um país no qual cerca de 5 milhões de pessoas são contaminadas pelo vírus HIV.

Zuma, de 67 anos, se casou em janeiro com sua terceira mulher, Thobeka Madiba-Zuma, de 36 anos. Na ocasião, ele disse ter 19 filhos.

No total, o presidente sul-africano já se casou cinco vezes. Uma de suas mulheres morreu em 2000. Dois anos antes, ele se divorciou de Nkosazana Dlamini-Zuma, hoje ministra do Interior do país.

Sem comentários

Image caption Terceiro casamento de Zuma neste mês teve destaque na mídia

Até agora nem o governo nem o partido de Zuma, o Congresso Nacional Africano (CNA), comentaram as alegações publicadas neste domingo pelo Sunday Times.

O jornal diz que a filha de Zuma com Khoza nasceu em outubro. Khoza tem 39 anos e trabalha para um banco.

O pai dela é um amigo próximo de Zuma e, como presidente do comitê organizador da Copa, é o homem mais importante do futebol sul-africano.

O correspondente da BBC em Johannesburgo Jonah Fisher diz que os simpatizantes de Zuma devem afirmar que esse é um assunto privado

Ele afirma, porém, que se a história for confirmada, não seria a primeira vez que as ações de Zuma contradizem diretamente as políticas do governo para o combate ao HIV, que defendem o sexo seguro.

Em 2006, após ser absolvido de uma acusação de estupro, Zuma admitiu que havia cometido um equívoco ao manter relações sexuais sem proteção.

Oposição

A Aliança Democrática, o maior partido de oposição da África do Sul, afirmou que as notícias publicadas no fim de semana mostram que o presidente prejudica os esforços de conscientização contra a Aids ao manter relações sexuais sem proteção com múltiplas parceiras.

A movimentada vida privada de Zuma nunca sai das manchetes dos jornais sul-africanos. No início do mês, seu terceiro casamento simultâneo ganhou grande atenção da mídia.

Ele também é noivo de uma quarta mulher, com quem pretende se casar em breve.

A poligamia é permitida pela lei sul-africana e considerada uma importante parte da cultura zulu.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet