Presidente da Nigéria volta ao país, mas segue afastado do cargo

Presidente da Nigéria Umaru Yar'Adua
Image caption Umaru Yar'Adua não é visto desde que partiu para a Arábia Saudita

O presidente da Nigéria, Umaru Yar'Adua, voltou ao país nesta quarta-feira, após três meses de tratamento médico na Arábia Saudita, mas vai permanecer afastado do cargo até se recuperar por completo, segundo informações do governo nigeriano.

Um porta-voz do presidente, Olusegun Adeniyi, disse que o vice Goodluck Jonathan vai permanecer no poder enquanto Yar'Adua não puder reassumir suas funções. De acordo com Adeniyi, a saúde do presidente melhorou bastante, mas ele ainda precisa de mais tempo para se recuperar.

Nas primeiras horas do dia, dois aviões pousaram em Abuja em meio a um reforçado esquema de segurança na área presidencial do aeroporto da cidade. A aeronave que transportou Yar'Adua de volta à Nigéria partiu da cidade saudita de Jeddah e era aguardada por uma ambulância na pista do aeroporto.

Não foram divulgados detalhes sobre o estado de saúde do líder nigeriano, que não foi visto em público, e ainda restam dúvidas no país sobre as reais condições de Yar'Adua para reassumir o cargo.

Analistas afirmam que, nos bastidores, há uma considerável disputa de poder entre políticos locais, já de olho nas eleições marcadas para abril do ano que vem.

Tratamento

Umaru Yar'Adua tem 58 anos de idade e foi levado à Arábia Saudita em novembro para receber tratamento para problemas no coração e nos rins. O presidente não foi mais visto desde então e nenhum comunicado oficial foi divulgado sobre o seu estado de saúde.

No início de fevereiro, o vice-presidente assumiu o governo em meio a temores crescentes de um vácuo de poder no país.

Na última segunda-feira, uma delegação de ministros nigerianos viajou à Arábia Saudita, aparentemente para uma atualização sobre o estado de saúde de Yar'Adua.

Desde que o vice-presidente assumiu interinamente o poder, relatos de ruptura no governo têm sido frequentes.

Notícias relacionadas