Ataque triplo mata dezenas no Iraque a quatro dias das eleições

Cartazes de campanha eleitoral no Iraque
Image caption Tensões vêm aumentando antes das eleições parlamentares de domingo

Três ataques suicidas na cidade iraquiana de Baquba deixaram ao menos 31 mortos e dezenas de feridos nesta quarta-feira.

Dois carros-bomba explodiram com minutos de diferença entre eles perto de um posto policial na cidade, localizada 60 quilômetros ao norte de Bagdá.

Uma terceira explosão pouco depois teve como alvo o principal hospital da cidade.

Os ataques ocorrem apenas alguns dias antes das eleições parlamentares previstas para o domingo – apenas a segunda vez que os iraquianos elegem seu Parlamento desde a derrubada de Saddam Hussein em 2003.

As elevadas tensões pré-eleitorais fazem muitos no país temerem o recrudescimento da violência sectária.

Choques

O primeiro ataque desta quarta-feira ocorreu por volta das 9h30 (3h30 de Brasília), quando um suicida bateu seu carro e detonou explosivos em seu veículo em um posto de controle da polícia.

Momentos depois, um segundo carro-bomba foi detonado em um cruzamento próximo.

Segundo o correspondente da BBC em Bagdá Gabriel Gatehouse, Baquba tem visto choques ocasionais entre militantes islâmicos e as tropas treinadas pelos Estados Unidos.

A polícia e o Exército iraquianos estão preparando uma grande operação nacional, envolvendo milhares de homens, para tentar prevenir ataques desse tipo antes das eleições.

Grupos tanto sunitas, que dominavam a política iraquiana durante o governo de Saddam Hussein, quanto da maioria xiita, que domina a política atual, vêm realizando fortes protestos antes da votação.

Os partidos xiitas insistem que os antigos integrantes do partido Baath, de Saddam, devem ser proibidos de concorrer nas eleições, mas os grupos sunitas dizem que estão sendo discriminados pelas autoridades eleitorais.

Notícias relacionadas