Redução de empregos é menor do que a prevista nos EUA

Feira de empregos nos Estados Unidos
Image caption Analistas previam impacto maior das nevascas no país

O mercado de trabalho dos Estados Unidos registrou uma perda de 36 mil postos de trabalho em fevereiro, mantendo a taxa de desemprego no país em 9,7%, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Departamento do Trabalho americano.

A redução nos postos formais de trabalho ficou pouco abaixo da expectativa. Analistas previam o fechamento de cerca de 50 mil postos, com a elevação da taxa de desemprego para 9,8%.

Muitos economistas estimavam uma quantidade maior de postos de trabalho fechados por conta das fortes tempestades de neve que castigaram a costa leste dos Estados Unidos no mês passado.

Segundo o Departamento do Trabalho, as nevascas podem ter afetado o mercado de trabalho no país de maneira negativa, mas os dados não permitem avaliar qual a intensidade desse impacto.

Fed

Muitos economistas avaliam que se não fosse pelas tempestades de neve, poderia ter havido um aumento no nível de emprego no mês passado, o que ocorreu apenas uma vez desde o início da recessão, em 2007.

Desde o início da recessão, houve uma redução de 8,36 milhões de postos de trabalho nos Estados Unidos.

Na quarta-feira, um relatório do Fed, o banco central americano, disse que a economia americana continua a crescer a um ritmo “modesto” neste ano.

No último trimestre de 2009, a economia dos Estados Unidos registrou um crescimento anualizado de 5,9%.

Notícias relacionadas