Quatro em cinco apoiam subsídios agrícolas na UE, diz pesquisa

Agricultor europeu (AP)
Image caption 83% dos europeus apoiam continuidade da PAC.

Uma pesquisa de opinião indicou que 83% dos cidadãos da União Europeia europeus acreditam que os subsídios dados a agricultores na União Europeia da região devem ser mantidos.

A enquete, conduzida nos 27 países do bloco, indicou ainda que quatro em cada dez ouvidos (39%) acreditam que esses subsídios deveriam aumentar ao longo dos próximos dez anos.

O estudo foi encomendado pela Comissão Europeia e esquenta a polêmica em torno do Política Agrícola Comum (CAP na sigla em inglês), que rege a distribuição de fundos para o desenvolvimento agrícola e rural no bloco.

A Comissão Europeia quer cortar esses fundos, que somam cerca de 55 bilhões de euros (aproximadamente R$ 132 bilhões) e representam quase 44% do orçamento total da União Europeia.

A CAP foi criada em 1962, tendo como objetivos assegurar o abastecimento regular de alimentos e garantir aos agricultores um rendimento que assegure a continuidade do negócio agrícola.

Os subsídios agrícolas também tem sido um dos principais entraves nas negociações mundias pela liberalização do comércio, causando polarização entre países desenvolvidos e países em desenvolvimento.

O Brasil, um dos maiores exportadores de produtos agrícolas do mundo é um dos principais defensores do fim dos subsídios no setor.

Notícias relacionadas