Machu Picchu reabre após reparos de danos com enchentes

Machu Picchu (arquivo)
Image caption Estima-se que fechamento do monumento levou a perdas de US$ 400 milhões.

O sítio arqueológico mais importante do Peru, Machu Picchu, reabre suas portas a visitantes nesta quinta-feira, depois de dois meses fechado.

As fortes chuvas e deslizamento de terra na região de Cuzco em janeiro danificaram a ferrovia que dava acesso às ruínas da cidade inca do século 15.

Os danos na ferrovia que liga o monumento ao restante do Peru foram reparados com uma urgência raramente vista no país, disse o correspondente da BBC em Lima, Dan Collyns.

As imagens da retirada de cerca de 4 mil turistas da região representaram um duro golpe para a indústria do turismo do Peru. Algumas autoridades estimaram perdas de até US$ 400 milhões.

Até 90% da arrecadação do Peru com turismo vem da região de Cuzco.

A reabertura de Machu Picchu não é importante apenas para a economia peruana, mas também para a imagem do país no exterior.

A atriz americana Susan Sarandon, famosa por sua participação nos filmes Telma e Louise e Os Últimos Passos de um Homem, foi contratada para participar de uma campanha do governo para promover os locais turísticos do Peru, e visitou recentemente Lima, Cuzco e o lago Titicaca. Ela deve participar da cerimônia de reabertura de Machu Picchu.

Machu Picchu é visitada diariamente por até 2 mil turistas.