Após dez anos, santo sudário é exibido ao público na Itália

O santo sudário
Image caption Testes sugeriram que tecido é da época medieval mas ainda há dúvidas

O sudário de Turim, mais conhecido como o Santo Sudário, que muitos católicos acreditam ser o pano que envolveu o corpo falecido de Jesus Cristo, está sendo exposto na Itália pela primeira vez após dez anos.

A catedral de Turim, no norte do país, espera 2 milhões de visitantes para ver a peça nas próximas seis semanas.

O sudário, de 4m x 1m, ficará acessível ao olhar do público protegido por uma caixa de vidro climatizada e à prova de balas.

O próprio papa Bento 16 deve visitar Turim no dia 2 de maio para rezar diante do tecido.

Milhões de cristãos crêem que o pano cobriu de fato o corpo morto de Jesus.

A peça contém indícios do rosto de um barbado, com manchas de sangue nas mãos e nos pés, e o que parecem ser marcas de crucificação.

Testes realizados em 1988 sugeriram que a peça é da idade média, provavelmente entre 1260 e 1390, levando cientistas a especular que o pano seja uma "piada" medieval.

Entretanto, mais recentemente, outros cientistas contestaram a datação e vêm pedindo ao Vaticano que permita novos testes, a partir de técnicas modernas.