Morre o ex-presidente do COI Juan Antonio Samaranch

Juan António Samaranch
Image caption A saúde de Juan António Samaranch andava debilitada nos últimos anos

O espanhol Juan Antonio Samaranch, que presidiu o Comitê Olímpico Internacional (COI) durante 21 anos, entre 1980 e 2001, morreu nesta quarta-feira aos 89 anos.

Samaranch foi considerado o principal responsável pela reformulação dos Jogos Olímpicos, incluindo atletas profissionais, patrocínios milionários e venda de direitos de transmissão para televisão de todo o mundo, transformando o evento em um espetáculo global.

O atual presidente do COI, Jacques Rogge, lamentou o falecimento de Samaranch.

"Não consigo encontrar palavras para expressar a tristeza da família olímpica. Estou pessoalmente entristecido pela morte do homem que criou os Jogos Olímpicos da era moderna, um homem que me inspirou e cujo conhecimento sobre esportes era excepcional", afirmou Rogge.

Samaranch nasceu em Barcelona em 17 de maio de 1920 e foi patinador, levando a equipe da Espanha ao ouro olímpico e a um título mundial.

Carreira política

Ele começou a carreira política na área de esportes durante a ditadura do general espanhol Francisco Franco e foi indicado para o COI em 1966.

Após a morte de Franco, em 1975, Samaranch foi embaixador espanhol na União Soviética e construiu uma rede de contatos que o ajudou a se eleger presidente do COI em 1980.

Durante as décadas de 80 e 90, ele promoveu uma reviravolta nos Jogos Olímpicos, transformando-os no grande evento que é hoje, embora tenha enfrentado dois boicotes: em 1980, nos Jogos de Moscou, e em 1984, em Los Angeles.

Samaranch também foi o responsável pela construção da sede do COI e pela inauguração do Museu Olímpico, ambos na Suíça.

Depois da demissão de dez integrantes do COI por causa de um escândalo de corrupção nos Jogos Olímpicos de Inverno em Salt Lake City (Estados Unidos) em 2002, ele introduziu uma série de medidas para limpar a organização, entre elas, a proibição de viagens informais de integrantes do comitê olímpico a cidades-candidatas.

Ele se aposentou do COI em 2001, mas continuou a representar a organização em reuniões em todo o mundo. Em fevereiro, esteve presente nos Jogos de Inverno de Vancouver, embora auxiliado por uma enfermeira.

Samaranch tinha sido internado no domingo e não resistiu a problemas cardiorrespiratórios. Nos últimos anos, a saúde do espanhol vinha se deteriorando.

O único presidente do COI a ficar mais tempo no cargo foi Pierre de Coubertin, considerado o "pai das Olimpíadas modernas", que dirigiu o comitê entre 1896 e 1925.

Notícias relacionadas