Economia

Protestos na Grécia deixam três mortos

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Pelo menos três pessoas morreram em um incêndio em um banco no centro de Atenas, em meio a confrontos entre a polícia e manifestantes nesta quarta-feira, segundo bombeiros.

Agências de notícias dizem que o incêndio teria sido provocado por coquetéis molotov jogados por manifestantes.

Cerca de 100 mil pessoas foram às ruas da capital grega nesta quarta apoiar uma greve geral em protesto contra o pacote de austeridade do governo grego, que prevê cortes de gastos e aumento de impostos.

Uma passeata que passou por diversos pontos da cidade teve momentos de tensão em frente ao Parlamento.

A polícia respondeu com bombas de gás lacrimogêneo quando cerca de 50 pessoas tentaram chegar perto do Parlamento.

Segundo a agência de notícias AP, manifestantes atiraram coquetéis molotov contra a polícia e em prédios. Pelo menos dois prédios pegaram fogo. Centenas de pessoas estiveram envolvidas em confrontos diretos com policiais.

É a terceira greve geral dos últimos meses, convocada por funcionários públicos e do setor de transportes.

Todos os voos internacionais foram suspensos a partir das 0h00 locais (18h de terça-feira em Brasília), enquanto trens e balsas permaneceram parados.

Escolas, hospitais e muitos escritórios estão fechados em todo o país. Funcionários públicos e professores já haviam cruzado os braços desde o meio-dia de terça-feira.

Pacote

As medidas de austeridade anunciadas pelo governo no último domingo fazem parte de um acordo com a União Europeia e o FMI por um pacote de ajuda de 110 bilhões de euros, e vêm provocando revolta entre os cidadãos gregos.

Entre elas estão o congelamento de salários dos funcionários públicos, o corte dos fundos de pensão e o aumento de impostos.

O Parlamento grego deve votar as medidas até a sexta-feira.

O objetivo é reduzir o orçamento em 30 bilhões de euros nos próximos três anos, com a meta de cortar o déficit orçamentário grego para menos de 3% do PIB até 2014. O déficit atual do país é de 13,6% do PIB.

Aeroporto de Atenas

Voos internacionais foram suspensos nesta quarta-feira

Ainda nesta quarta-feira, o Parlamento da Alemanha começa a decidir se aprova ou não o plano de ajuda da UE à Grécia.

A chanceler Angela Merkel deve defender sua decisão de participar do pacote, que vai exigir que a Alemanha pague a maior parte do empréstimo.

Contágio

As preocupações com a economia grega e seu impacto na zona do euro voltaram a derrubar as bolsas na terça-feira nos Estados Unidos e na Europa.

O euro caiu para o menor nível em 13 meses em comparação ao dólar, para US$ 1,3004, e chegou a ficar abaixo de US$ 1,30 durante o dia.

Nos Estados Unidos, as bolsas tiveram o pior desempenho em três meses. O índice Dow Jones despencou 2%, e a Nasdaq teve queda de 2,98%.

Na Europa, o índice FTSE 100 da bolsa de Londres fechou o pregão em baixa de 2,56%; em Paris, o CAC 40 encerrou o dia em -3,6% e na Alemanha, o índice DAX registrou baixa de 2,60%. O principal índice da bolsa de Atenas fechou em -6,7%.

Seguindo a tendência internacional, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou o pregão em baixa de 3,35%, em 64.869 pontos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.