Pai de crianças mortas em hotel na Espanha era acusado de pedofilia

Martin Smith
Image caption Martin Smith é acusado de 13 crimes sexuais contra uma menor de 18 anos.

O pai de duas crianças britânicas encontradas mortas em um hotel na Costa Brava, no litoral da Espanha, na terça-feira, havia sido preso neste mês e foi extraditado à Grã-Bretanha por acusações de pedofilia.

Sua ex-mulher, Lianne Smith, está presa na Espanha após sua filha, Rebecca, de cinco anos, e seu filho Daniel, de um ano, terem sido encontrados mortos em um hotel na cidade litorânea de Lloret de Mar.

Martin Smith, de 45 anos, enfrenta 13 acusações de crimes sexuais, não-relacionadas a seus filhos. Os crimes teriam sido cometidos contra uma menina durante dez anos, desde seus sete anos de idade.

Ele havia sido julgado à revelia em 2008, e em setembro foi incluído na lista dos criminosos mais procurados da Grã-Bretanha.

Mãe interrogada

Image caption Lianne Smith e a filha Rebecca estavam desaparecidas desde 2007

As duas crianças foram encontradas na tarde da terça-feira pela polícia no Hotel Miramar após a mãe telefonar para a recepção pedindo ajuda.

De acordo com a polícia, não havia sinais aparentes de violência, e as autoridades não confirmaram notícias veiculadas pela imprensa espanhola de que as crianças teriam sido sufocadas.

Uma autópsia deve ser realizada nos próximos dias.

Lianne foi transferida para Blanes, uma cidade próxima de Lloret de Mar, e continua sendo interrogada pela polícia nesta quarta-feira.

Lianne e a filha haviam sido declaradas desaparecidas da região de Staffordshire, na Grã-Bretanha, em dezembro de 2007.

De acordo com o correspondente da BBC Dominic Hughes, o Hotel Miramar foi reaberto para o público, após ter permanecido fechado durante a maior parte da tarde de terça-feira.

O quarto 101, onde os corpos foram encontrados, permanece interditado.

A polícia diz que a família estava de férias no local, que é bastante popular entre britânicos.

Notícias relacionadas