Jogadores destacam falta de ritmo da seleção após 3 a 0 sobre Zimbábue

Image caption A seleção estreia na Copa dia 15 contra a Coreia do Norte

Os jogadores brasileiros disseram nesta quarta-feira que a seleção ainda não está no melhor ritmo, após a vitória por 3 a 0 sobre o Zimbábue.

O meia Gilberto Silva disse que o Brasil se surpreendeu com a "pegada" do Zimbábue nos minutos iniciais do jogo e que a seleção brasileira demorou para "entrar em campo".

Para Felipe Melo, o Brasil ainda não está na melhor física e os jogadores realizaram trabalhos físicos intensos nos últimos dias.

"Claro que [a seleção] ainda não está 100%", disse ele. Felipe Melo diz que alguns jogadores ainda têm receio de se machucarem.

Elano se disse otimista com a preparação da seleção, mas afirma que o Brasil ainda precisa melhorar muito.

Após o amistoso contra o Zimbábue, a seleção seguiu para o aeroporto de Harare, para voltar para Johanesburgo. Na quinta-feira à tarde, o Brasil volta a treinar na África do Sul.

Juan, Júlio César e Kaká

Image caption Cerca de 50 mil torcedores foram ver o jogo da Seleção no Zimbábue

Dunga escalou o mesmo time que vinha jogando como titular nos treinos coletivos em Johanesburgo, com a exceção de Juan. A CBF confirmou que o zagueiro ainda não está em forma para jogar uma partida inteira e deu lugar a Thiago Silva. Juan está fazendo um trabalho especial, separado dos demais jogadores, para ganhar condição de jogo para a Copa.

Júlio César começou como titular, mas sentiu dores nas costas e foi substituído aos 25 minutos de partida por Gomes, que mostrou ser a primeira opção de Dunga entre os goleiros substitutos.

O Brasil entrou em campo com Júlio César, Maicon, Lúcio, Thiago Silva, Michel Bastos, Felipe Melo, Gilberto Silva, Kaká, Elano, Robinho e Luís Fabiano.

Kaká jogou apenas os 45 minutos iniciais e evitou arrancadas e dribles. Como vem fazendo nos treinos, o jogador - tido pelos demais como o principal articulador da seleção - deu passes rápidos e evitou divididas. Kaká chegou à África do Sul com dores na coxa esquerda e especulou-se que ele sequer jogaria contra o Zimbábue.

Velocidade

Empurrado pela torcida local, o Zimbábue começou jogando com muita disposição e velocidade. No começo do primeiro tempo, o Zimbábue teve as duas melhores chances de gol. O Brasil só deu o primeiro chute aos 23 minutos, com Robinho.

Aos 40 minutos do primeiro tempo, Michel Bastos, que vinha errando passes e cruzamentos, marcou de falta o primeiro gol do Brasil. Três minutos depois, Robinho ampliou, após receber bola de Maicon.

No segundo tempo, Dunga desmontou o time titular e fez experiências com os reservas. Logo no intervalo, Luisão, Daniel Alves e Júlio Baptista entraram nos lugares de Lúcio, Maicon e Kaká.

Durante o segundo tempo, Dunga ainda escalou Nilmar e Grafite, no lugar de Robinho e Luís Fabiano. O destaque do segundo tempo foi o lateral-direito Daniel Alves, que correu bastante e tabelou com Elano. O meia marcou o terceiro gol na bonita jogada, que foi muito aplaudida pelos torcedores locais.

Notícias relacionadas