Papa visita o Chipre um dia após assassinato de bispo

Cartaz do papa Bento 16 em Nicosia
Image caption Esta é a primeira visita de um papa a uma ilha dividida politicamente

O papa Bento 16 deu início nesta sexta-feira a uma viagem oficial ao Chipre, na primeira vez que um pontífice visita a dividida ilha.

A viagem de três dias foi ofuscada pelo assassinato na Turquia de um importante bispo católico que pretendia encontrar o papa no Chipre.

O Vaticano expressou choque e preocupação em relação ao esfaqueamento que provocou a morte do bispo Luigi Padovese em sua casa.

Um dos principais desafios para o papa na visita é estimular a sobrevivência de comunidades cristãs no Oriente Médio.

A morte violenta do bispo na Turquia na quinta-feira é um indício da constante pressão sob a qual vivem as comunidades cristãs em países de maioria muçulmana. A polícia suspeita que o assassino seja o motorista do religioso e que o crime não teve motivação política.

Durante o voo em direção ao Chipre, Bento 16 manifestou "profunda tristeza" pela morte do bispo, mas defendeu o diálogo entre a Igreja e os povos islâmicos.

"Ainda estamos esperando uma explicação detalhada, mas não quero misturar esse trágico episódio com o Islã", disse o papa. "Não devemos atribuir isso à Turquia ou aos turcos. Não foi um assassinato político ou religioso. Foi uma coisa pessoal."

"Não se pode permitir que isso prejudique o diálogo (com o Islã) de forma alguma", acrescentou o pontífice.

Visita histórica

Na capital cipriota, Nicósia, o papa vai ficar na nunciatura apostólica, que fica na área que separa o lado cipriota grego do território ocupado pela Turquia desde 1974.

O embaixador do Vaticano no Chipre, George Poulides, estará entre as pessoas que vão recepcionar o papa na chegada em Paphos, um popular destino turístico.

"Esta é uma visita histórica porque é a primeira visita de um papa ao Chipre, e é também a primeira visita do papa Bento 16 a um país ortodoxo", disse o embaixador.

De acordo a tradição católica, ac idade de Paphos foi visitada pelo apóstolo Paulo e, segundo a Bíblia, ele converteu o governador romano ao cristianismo durante sua viagem pelo Mediterrâneo de Jerusalém a Roma.

Durante séculos, o local também foi palco do culto grego da deusa Afrodite - que teria subido do mar perto dali

O Chipre está dividido desde 1974, quando soldados turcos invadiram a ilha em resposta a um gople militar apoiado pela junta que liderava a Grécia na época. O norte separado não é reconhecido internacionalmente.

Notícias relacionadas