Maicon diz que pode jogar ao lado de Daniel Alves na seleção

Image caption Maicon foi campeão da Liga dos Campeões pela Inter de Milão

O lateral-direito da seleção brasileira, Maicon, disse neste sábado que não vê problemas para atuar em campo ao lado de Daniel Alves, que é seu reserva na posição.

Os dois jogadores tiveram boas temporadas nos seus clubes e chegaram à seleção com altas expectativas. Maicon é o titular da seleção e vem sendo convocado pelo técnico desde que Dunga assumiu a seleção, há quatro anos.

Dunga optou por deixar Daniel Alves na reserva, apesar de já ter dito que não vê problemas de colocá-lo no meio campo - o que possibilitaria uma formação do Brasil com os dois jogadores em campo.

Em boa fase, Maicon ganhou todos os torneios que disputou na última temporada com seu clube, a Inter de Milão: a Copa da Itália, o Campeonato Italiano e a Liga dos Campeões da Europa.

Daniel Alves, titular no Barcelona e reserva na seleção, foi campeão espanhol no mês passado. Na temporada anterior, o lateral do Barcelona havia alcançado o mesmo feito de Maicon, ganhando todos os títulos que disputou.

Bom aproveitamento

Maicon disse neste sábado, em Johanesburgo, que os dois já jogaram juntos na seleção em duas ocasiões: na final da Copa América, em 2007, e em uma partida válida pelas Eliminatórias contra o Chile, em Salvador, no ano passado. Nas duas ocasiões o Brasil venceu.

"Eu acho que o aproveitamento foi legal. Cabe ao professor Dunga nos colocar para jogarmos juntos ou não."

"É bom ter dois jogadores para a mesma posição em boa forma. Eu acho que isso dá uma confusão na cabeça do Dunga", disse Maicon. "Mas eu vou procurar jogar o meu melhor futebol e permanecer na posição."

Sobre a possibilidade de perder a posição de titular, Maicon disse que o lateral-direito do Barcelona é uma "sombra boa", que o motiva para jogar cada vez melhor.

"Eu estou sabendo que cada jogo eu preciso dar o meu melhor porque a sombra que eu tenho aqui do meu lado pode me complicar."

Jogar bonito

Maicon mostrou uma certa irritação ao falar sobre se prefere jogar bonito e perder ou ganhar jogando mal. A questão divide os jogadores brasileiros.

Como Júlio César, seu companheiro na Inter de Milão, Maicon disse que o importante para ele é apenas o resultado. Já Robinho e Kaká disseram, em entrevistas anteriores, que jogar bem também é importante.

"Eu quero ser campeão, independente de se o Brasil for jogar bonito ou feio, fazer gol de bico ou de cabeça, ou sei lá", disse Maicon. "Jogando bonito ou feio o importante é estar na final no dia 11 de julho."

"Todo mundo fala que a seleção não está mais jogando [um futebol] bonito, mas cada vez esta sala de imprensa está mais lotada", afirmou o lateral.

O atacante Grafite, que estava ao lado de Maicon na entrevista coletiva neste sábado em Johanesburgo, também disse que está mais focado no resultado do que no espetáculo.

"Se eu tiver a oportunidade de marcar gols, se for de bico, de canela, de calcanhar ou de cabeça, eu vou comemorar da mesma maneira."

Notícias relacionadas