Para Luís Fabiano, 'a Espanha, e não o Brasil, é a favorita para ganhar a Copa'

Luís Fabiano. (Foto: AFP)
Image caption Atacante disse que falta de gols não preocupa. (Foto: AFP)

Para o atacante titular da seleção brasileira, Luís Fabiano, a Espanha é a favorita pra ganhar a Copa.

"A Espanha é como o Brasil. Tem muita alegria e muita festa. É a grande favorita para mim", disse.

O atacante, que não marca pela seleção há nove meses, miminizou o jejum de gols pelo qual está passando.

"Para quem tem fome de gols, esse jejum não vai atrapalhar em nada. Eu estou bem tranquilo", disse Luís Fabiano. "Não será a primeira nem a última vez que eu vou ficar um tempo sem fazer gols. Depois que o primeiro sair, sairão vários."

A última vez em que marcou com a camisa da seleção brasileira, foi na vitória de 3 a 1 sobre a Argentina, em Rosário, pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

Nos treinos coletivos na África do Sul, o atacante também passou em branco.

Sem lesões

Luís Fabiano também disse que não tem mais nenhum problema físico. O jogador havia se lesionado no final da temporada europeia.

"Agora é a hora da verdade. Os gols vão sair e vou mostrar que eu estou totalmente recuperado", disse Luís Fabiano.

Luís Fabiano e o zagueiro Juan conversaram com jornalistas nesta sexta-feira em Johanesburgo.

Eles disseram que não há jogadores com problemas físicos no grupo. Luís Fabiano disse que tanto Kaká quanto Julio César estão treinando bem e sem dores. "Acho que não vamos ter problemas para a estreia", disse.

Juan afirmou que seu companheiro de zaga, Lúcio, não está mostrando sinais de cansaço após a exaustiva temporada que teve na Itália. "Ele é um cavalo", brincou Juan.

Brasil a jato

Perguntado sobre a declaração de Maradona de que a Argentina é um "Rolls Royce pilotado por Messi", o atacante brasileiro disse que a seleção de Dunga é "um jato".

"Um jato voando baixo. Com certeza, vai surpreender muita gente", disse Luís Fabiano.

Os jogadores treinam à tarde na escola Hoërskool Randburg. Luís Fabiano e Juan disseram que não se importam de perder o jogo de abertura da Copa do Mundo, entre África do Sul e México.

"Hora de treinar é hora de treinar. Depois a gente vê os jogos", disse Luís Fabiano. Após o treino da tarde, os jogadores jantarão no hotel e assistirão à noite a França x Uruguai.

Notícias relacionadas