Dunga espera Coreia do Norte fechada e veloz na estreia

Image caption Dunga elogiou a evolução das equipes asiáticas

O técnico Dunga disse nesta segunda-feira que espera uma Coreia do Norte fechada e com muita velocidade. O treinador conduziu a última sessão de treino da seleção brasileira antes da estreia na Copa, contra a Coreia do Norte na terça-feira.

"Esperamos um time compacto e de velocidade", disse Dunga aos jornalistas no estádio Ellis Park, em Johanesburgo, onde será realizada a partida.

"Ela tem três jogadores que jogam fora do país, o que ajuda bastante. É um time que se fecha e sai em velocidade, e nós vamos ter que achar uma forma de superar isso."

O treinador também fez elogios ao rival norte-coreano e aos times asiáticos em geral. Até agora, os dois times do continente venceram suas partidas de estreia - o Japão bateu Camarões e a Coreia do Sul superou a Grécia.

"Tem que se dar parabéns para as seleções asiáticas, que evoluíram muito nos últimos tempos", disse Dunga.

Mais informações

Alguns jogadores da seleção disseram ainda esperar mais informações sobre a Coreia do Norte. O meia Elano disse que a equipe "não é mais um mistério", já que viu alguns DVDs de jogos da equipe rival.

No entanto, Ramires disse no sábado que os jogadores ainda esperam mais informações sobre o adversário da estreia. Ele disse ter visto apenas o amistoso entre Coreia do Norte e Nigéria, realizado na semana passada e vencido pelos africanos por 3 a 1.

Nesta segunda-feira, pouco mais de 24 horas antes da estreia na Copa, o zagueiro Thiago Silva disse que os jogadores ainda vão ver mais jogos da Coreia do Norte.

"Nós vamos ver vídeos, já vimos alguma coisa da Coreia, e até o jogo nós vamos estar bem preparados e saberemos quais são as armas da Coreia", disse.

Alemanha

Dunga disse que o time que mais gostou de ver na Copa até agora foi a Alemanha. Para o treinador, a estreia da equipe com vitória por 4 a 0 sobre a Austrália mostra que os jogos de Copa do Mundo são muito diferentes das demais partidas.

"Amistosos, preparação e o que aconteceu nas Eliminatórias conta até um certo ponto. É o caso da Alemanha. Foi tão criticada, se falava tanto, e fez quatro gols ontem", disse Dunga.

O treinador também ressaltou a importância de começar cedo a adaptação da seleção brasileira à altitude de Johanesburgo. O Brasil foi a primeira seleção estrangeira a chegar ao país. Na partida entre Dinamarca e Holanda, realizada nesta terça-feira no Estádio Soccer City, em Johanesburgo, alguns jogadores reclamaram da dificuldade de jogar na altitude.

"Justamente por isso que nós viemos um tempo antes para se adaptar a essa situação. É difícil para quem chega logo em seguida jogar nessas condições. Mas todos sabiam que teriam essa situação e precisavam ter se preparado de alguma forma", disse Dunga.

O treinador ainda brincou com a falta de experiência dos europeus com jogos em altitude.

"Talvez os europeus não estejam acostumados a esse tipo de situação. Mas se eles acharam difícil aqui, nós podemos ir fazer algum amistoso lá na Bolívia, que eles vão encontrar mais dificuldade", brincou.

Os jogadores da seleção treinaram por uma hora e quinze minutos no estádio Ellis Park, para reconhecimento do gramado.

Após aquecimento e exercícios físicos, os jogadores disputaram uma partida recreativa, que foi marcada por descontração e muitas risadas dos jogadores. Ao final da partida, a equipe vencedora - que tinha Júlio César, entre outros - fez questão de provocar os perdedores do time rival, sobretudo o meia Kaká.