Biólogo é mordido por jacaré de três metros na Flórida

Jacaré
Image caption Parque atrai turistas que querem ver jacarés

Um biólogo de 55 anos de idade foi mordido por um jacaré na terça-feira quando mergulhava em um canal no parque natural de Silver Springs, na Flórida, informou a imprensa americana.

Peter Butt estava inspecionando a qualidade da água quando o jacaré de mais de três metros se aproximou e atacou-o, mordendo seu pescoço.

Segundo o Departamento de Incêndio de Marion County, na Flórida, que prestou assistência a Butt, o mergulhador sofreu cortes, ferimentos e teve a mandíbula quebrada.

Ele foi internado no Shands Hospital, em Gainesville, informou a imprensa americana.

O cientistas trabalhava acompanhado de um colega, mas entrou na água sozinho no momento que foi atacado.

O colega viu a cena e ligou para os serviços de emergência. Butt conseguiu escapar do jacaré, que pesava mais de 200 quilos, e sair da água.

Os dois afirmam que sabiam que jacarés já haviam sido vistos na área, mas que não tinham notado a presença de nenhum deles antes do mergulho.

A área onde ocorreu o ataque normalmente não é aberta ao público.

O parque Silver Springs atrai turistas para passeios em barco com fundo de vidro, de onde é possível observar os jacarés.

Agentes da Comissão de Conservação de Pesca e Vida Selvagem da Flórida seguiram para o parque após o incidente, onde caçaram e mataram o animal.

Notícias relacionadas