Termina em Wimbledon, após 11h, o mais longo jogo de tênis

John Isner
Image caption Isner fez nada menos que 112 aces na histórica partida de Wimbledon

Depois de mais de 11 horas de jogo, ao longo de três dias, o americano John Isner e o francês Nicolas Mahut encerraram nesta quinta-feira, no tradicional torneio de Wimbledon, em Londres, a mais longa partida da história do tênis.

A vitória de Isner aconteceu no quinto set com o incrível placar de 70 a 68. Normalmente, o set termina quando um dos jogadores faz seis games. No caso de empate em 6 a 6, é disputado o chamado tie-break, no qual vence quem fizer 7 pontos primeiro ou, a partir daí, dois pontos a mais que o adversário.

Mas, segundo as regras do torneio, o quinto set, de desempate, não prevê o tie-break e por isso deve ser jogado até que um dos jogadores consiga abrir dois games de diferença sobre o outro.

A maratona de tênis derrubou vários recordes anteriores, entre eles o de partida mais longa, de set mais longo, de quantidade de aces (saques em que o adversário não defende a bola) e quantidade de games em uma só partida.

O jogo durou 11h05 e se tornou uma inesperada grande atração em um torneio repleto de estrelas.

Guerreiros

"O que mais pode ser dito? O cara é um guerreiro de verdade. É muito ruim que alguém tenha que perder", afirmou Isner.

O americano, que ocupa a 23ª posição no ranking de tenistas profissionais (ATP), disse considerar a partida "uma honra absoluta" e que está torcendo para voltar a encontrar Mahut no futuro. "E não será 70 a 68."

Ao fim do jogo, o perdedor da partida histórica aparentava um enorme cansaço físico e emocional, mas afirmou estar "realmente agradecido".

Mahut classificou o jogo de a "maior partida de todos os tempos no maior lugar para o tênis” e deu todo o crédito a Isner.

"John mereceu vencer. O saque dele esteve incrível, é um campeão."

O recorde anterior era de 33 games para cada jogador, no duelo de 1969 entre os americanos Pancho Gonzales e Charlie Pasarell, que terminou no quinto set com "apenas" 11 a 9 em Wimbledon.

Já em número de aces, o recorde anterior do croata Ivo Karlovic, com 78 aces, foi demolido tanto por Isner (112) quanto por Mahut (103).

Notícias relacionadas