Técnico do Chile lamenta derrota, mas admite 'superioridade' do Brasil

Técnico do Chile lamenta derrota, mas admite 'superioridade' do Brasil
Image caption Chilenos se reuniram no centro de Santiago para assistir à partida

O técnico da seleção chilena de futebol, o argentino Marcelo Bielsa, classificou como “justa” a vitória por 3 a 0 do Brasil sobre o Chile nesta segunda-feira, que acabou por eliminar a equipe chilena da Copa do Mundo da África do Sul.

“Chegamos nesta partida de maneira justa e a eliminação também é justa. Talvez o resultado pudesse ter sido melhor. Mas, em linhas gerais, não foi possível (vencer) com a superioridade do Brasil”, disse Bielsa.

O técnico afirmou ainda que sentiu “muita tristeza” com a derrota e que é “difícil” aceitar que o Chile esteja fora da Copa.

As palavras do treinador resumem de alguma maneira o que foi dito também pelos jogadores, analistas e populares chilenos após o jogo.

“Infelizmente, tivemos o Brasil no caminho. (...) Temos que continuar aprendendo. Vamos (embora) com a tranquilidade de ter feito jogo limpo, honesto”, disse o goleiro Claudio Bravo.

Uma multidão se concentrou desde cedo na Praça Itália e nos calçadões do centro de Santiago para assistir à partida. Vestidos de vermelho e gritando, eles ergueram cartazes com os nomes dos jogadores e de Bielsa.

Com a derrota, muitos choraram e outros guardaram as bandeiras e deixaram o local. A polícia reprimiu alguns incidentes e 40 pessoas foram detidas, segundo a imprensa local.

Lágrimas

Os principais jornais chilenos, El Mercurio e La Tercera, destacaram a eliminação nas manchetes de seus sites.

“Chile se despede da Copa afogado pelo Brasil de Dunga”, escreveu o El Mercurio.

O mesmo jornal enfatizou que ‘La Roja’ (‘a vermelha’), como é chamada a seleção chilena, não conseguiu “derrubar o monstro” brasileiro.

Já os comentaristas esportivos da principal emissora de televisão do Chile, TVN (TV Nacional), afirmaram que a seleção brasileira mostrou, na partida contra o Chile, que é “candidata” a vencer o Mundial.

Segundo o jornal La Tercera, a derrota para o Brasil “marcará para sempre a história do futebol chileno”.

Logo após o fim da partida, o presidente chileno, Sebastián Piñera, disse que agora é hora de se preparar para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

“Vamos continuar nos preparando. Temos o Mundial do Brasil em 2014. Quero destacar a coragem, a entrega e valentia dos jogadores de La Roja’”, disse.