Espanha vence Portugal e pega Paraguai nas quartas

Image caption David Villa se tornou um dos artilheiros da Copa

Espanha e Paraguai definiram nesta terça-feira o último jogo das quartas de final da Copa do Mundo que ainda estava em aberto, depois de terem vencido, respectivamente, Portugal e Japão nos seus jogos das oitavas.

A Espanha passou pela seleção portuguesa por 1 a 0. David Villa marcou aos 18 minutos do segundo tempo em um lance controvertido, no qual a arbitragem não marcou impedimento.

Com o gol, Villa se juntou ao argentino Higuaín e ao eslovaco Vittek na artilharia da competição, cada um com quatro gols.

A Espanha começou o jogo de forma bastante ofensiva, com Fernando Torres chutando ao gol de Eduardo logo no primeiro minuto de jogo.

A maior esperança Portuguesa, Cristiano Ronaldo, não ofereceu perigo ao goleiro Casillas, exceto por um chute no segundo tempo.

Após a partida, o técnico espanhol, Vicente del Bosque, disse que a equipe está “trabalhando bem” e que “criar história”. A Espanha nunca foi campeã da Copa do Mundo.

Já o comandante português, Carlos Queiroz, afirmou que a equipe procurou “chances para contra-atacar. Tivemos oportunidades, apenas não marcamos”.

Paraguai

Image caption A torcida paraguaia comemorou a classificação inédita em Assunção

Mais cedo, o Paraguai venceu o Japão nos pênaltis por 5 a 3, depois de um empate sem gols no tempo regulamentar e na prorrogação.

Esta é a primeira vez que o país vai às quartas de final de uma copa. As melhores campanhas da seleção paraguaia haviam sido nos Mundiais de 86, 98 e 2002, quando chegaram às oitavas.

Com as duas seleções tendo como ponto forte a defesa - o Japão havia levado até então apenas dois gols no torneio e o Paraguai, só um -, a partida foi truncada e terminou em 0 a 0 no tempo regulamentar.

Apesar de maior posse de bola paraguaia no primeiro tempo, o Japão teve as melhores chances, mas não levou perigo ao gol de Justo Villar.

O Paraguai jogou com três atacantes, Roque Santa Cruz, Benítez e Barrios, mas também não conseguiu criar oportunidades de perigo real aos japoneses.

Nas cobranças de pênaltis, o único que desperdiçou foi o japonês Yuichi Komano, que acertou o travessão.

"Deus estava ao nosso lado. Agora queremos mais", afirmou o técnico paraguaio, Gerardo Martino, ao final das cobranças.

O técnico japonês, Takeshi Okada, chamou para si a culpa da eliminação.

"É muito difícil dizer porque não marcamos gols. Deveríamos ter aproveitado as oportunidades. Creio que foi responsabilidade minha", disse.

Quartas

Agora, a Copa do Mundo terá um intervalo de dois dias sem jogos antes que comecem as quartas de final.

Na sexta-feira, o Brasil abre a fase enfrentando a Holanda às 16h (horário local, 11h de Brasília).

Na sequência, o Uruguai joga com Gana às 20h30 (horário local, 15h30 de Brasília).

No sábado, Argentina e Alemanha decidem uma vaga nas semifinais às 16h, hora local.

Espanha e Paraguai fazem o segundo jogo do dia às 20h30, horário sul-africano.

Notícias relacionadas