Holanda vence Brasil de virada e adia sonho do hexa

Image caption Derrota para a Holanda representou o fim do sonho do hexa na África

A Holanda venceu o Brasil por 2 a 1 de virada em Porto Elizabeth nesta sexta-feira e acabou com o sonho brasileiro de conquistar o hexacampeonato na África do Sul.

O Brasil jogou bem no primeiro tempo da partida e foi para o intervalo do jogo com vantagem de 1 a 0 no placar, graças a um gol de Robinho aos dez minutos de partida.

Mas, no segundo tempo, a seleção foi superada pelos holandeses, que viraram a partida com um gol contra de Felipe Melo e outro de Sneijder.

Nervosos, os brasileiros não conseguiram superar os rivais e ainda tiveram Felipe Melo expulso após choque com o atacante Robben. Sneijder e Robben, em grande exibição, comandaram a virada holandesa.

Com a derrota, a seleção segue de volta para o Brasil e os holandeses avançam para jogar a semifinal contra o vencedor de Uruguai x Gana, que jogam nesta sexta-feira.

A exemplo da Copa passada, em 2006, a seleção brasileira volta a ser eliminada nas quartas de final.

Brasil

O Brasil dominou a partida no primeiro tempo. Logo aos dez minutos, Felipe Melo aproveitou um "buraco" no meio do campo e lançou Robinho, que fugiu da marcação de Robben e abriu o placar para a seleção.

Com mais domínio de bola, o Brasil ainda teve três oportunidades para ampliar o placar.

Aos 25 minutos, o zagueiro Juan subiu sozinho após um cruzamento.

Em uma bela jogada pela esquerda, Robinho passou por dois marcadores, rolou para Luís Fabiano, que tocou para Kaká. O camisa 10 brasileiro chutou, mas o goleiro holandês fez bela defesa.

Quase no final do primeiro tempo, Daniel Alves rolou a bola para Maicon, na direita, que chutou para fora, muito perto do gol.

Robben e Sneijder

No segundo tempo, os holandeses conseguiram inverter a situação, sem substituir nenhum dos jogadores em campo.

Logo aos oito minutos, Sneijder recebeu a bola na direita e cruzou em direção à área. Felipe Melo não viu a saída de Júlio César e chocou-se com o goleiro brasileiro no ar. No movimento, ele cabeceou a bola para trás, marcando um gol contra.

Os brasileiros pareciam abalados em campo e tinham dificuldades para recuperar a bola.

Foi quando Arjen Robben, uma das estrelas da equipe holandesa, apareceu em campo. O jogador chamou as faltas dos marcadores brasileiros.

Em um lance, os holandeses pressionaram o juíz para expulsar Michel Bastos, que já tinha um segundo cartão amarelo, depois que o brasileiro derrubou Robben. Dunga substituiu o lateral-esquerdo por Gilberto, para evitar um segundo cartão.

Aos 23 minutos, a Holanda marcou o gol da virada, com Sneijder cabeceando após a cobrança de um escanteio.

Robben voltou a botar os brasileiros sob pressão. Aos 28 minutos, o volante Felipe Melo perdeu a cabeça e pisou na perna do holandês, sendo expulso imediatamente.

Dali em diante, os brasileiros não conseguiram mais superar os holandeses, que ainda tiveram as melhores oportunidades para ampliar o placar.

Leia mais na BBC Brasil: Dunga diz que teve maior parcela de culpa pela eliminação

O Brasil perdeu com: Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan, Felipe Melo, Michel Bastos (Gilberto), Felipe Melo, Gilberto Silva, Kaká, Daniel Alves, Robinho e Luís Fabiano (Nilmar).

A Holanda venceu com: Stekelenburg, Van der Wiel, Heitinga, Van Bronckhorst, Van Bommel, Kuyt, De Jong, Van Persie (Huntelaar), Sneijder, Robben e Ooijer.