China ultrapassa EUA em consumo de energia, diz relatório

Campo de petróleo de Taklamakan, no oeste da China (foto: AP)
Image caption Governo chinês contestou dados da agência

Um relatório da Agência Internacional de Energia, órgão intergovernamental que atua em 28 países, aponta que a China ultrapassou os Estados Unidos pela primeira vez como maior consumidor de energia do mundo.

Dados provisórios divulgados pela agência nesta terça-feira informam que a demanda de energia do país dobrou em apenas uma década, devido ao crescimento populacional e econômico.

Os Estados Unidos vinham sendo os maiores consumidores de energia do mundo há mais de cem anos. Mas o rápido crescimento econômico chinês nas duas últimas décadas tirou o título dos americanos.

A agência afirma que a China assumiu o primeiro lugar no consumo de energia por ter sido menos atingida que os Estados Unidos pela crise financeira mundial.

Dados contestados

A China contestou os dados da Agência Internacional de Energia e afirmou que os números não são confiáveis.

Uma autoridade chinesa do setor de energia, Zhou Xian, afirmou que falta à agência a compreensão dos esforços da China para diminuir o consumo de energia.

De acordo com a correspondente da BBC Vivien Marsh, os números do relatório mostram que, em 2009, a China consumiu cerca de 4% a mais de energia que os Estados Unidos.

E, apesar da ascensão mais rápida do que o esperado do país no ranking da agência, a mudança ocorre em um momento em que o consumo de energia americano está estagnado, com os EUA sofrendo muito mais do que a China devido à crise global.

Marsh afirmou que o chinês médio ainda consome apenas um quinto da energia utilizada pelo americano médio, mas, à medida que aumenta a prosperidade dos chineses moradores das cidades, a perspectiva é de um aumento ainda maior no consumo.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet